Destaques Quinta Coluna

Quinta Coluna

Por Cesar Tadeu

4 de janeiro de 2021

Se buscar na Astrologia respostas para o ano que se inicia, sobre o que muda e o que permanece – lembrando que os astrólogos sérios são os que afirmam que a Astrologia não faz previsões, ela aponta caminhos, que dependem da ação individual para se concretizarem, então os astros estão dizendo que está no ar, além de, eventualmente, o já nem tão novo coronavírus, uma incontrolável ansiedade pela vacina contra a Covid-19. E quando formos vacinados, então tudo voltará a ser como antes? Tá bom, ao tal “novo normal”?!? Tsc, tsc, tsc …não é bem isso que vai acontecer.

Não ficaremos livres tão rapidamente assim do virus-mamona-assassina, garantem os astros. 2021 ainda será um ano de desafios – pessoais, não se esqueça – que vai exigir resiliência (mais que palavra, uma condição sine qua e necessária para quem conseguiu passar pelo ano passado, ô! ano) e disposição para aprender. Mas 2021 trará menos surpresas. Ah, bom!

***

A Astrologia é uma ciência exata, precisa. Quando se fala de previsões, não se trata de prever o que vai acontecer, mas, sim, que tipo de energia virá. O que será feito com essa energia depende do livre arbítrio de cada um.
Assim sendo, podemos esperar uma quebra de paradigmas. 2021 é o início de uma nova era (desde que Júpiter e Saturno entraram na casa do signo de Aquário -que tem como elemento o ar -, depois de terem ficado por quase dois séculos no signo de Capricórnio, do elemento é a terra). As diferenças entre essas forças astrais, por exemplo, quando pensamos em terra, pensamos em estabilidade, tradicionalismo, estrutura e, vá lá, até em nacionalismo. Mais ou menos refletidos no cenário construído nos últimos 200 anos. Agora começamos a transitar por caminhos opostos a esse. Para um astro-esotérico de plantão, é como se, antes, a força fosse a de uma âncora, que afunda e sustenta em um mesmo lugar, passando neste novo momento para uma boia, para a flutuação e o movimento”. Mas estejam avisados: no início dessa transição tudo parecerá confuso e caótico. É como arrumar uma casa toda bagunçada que, para começar a ser organizada, a gente sempre tem que bagunçá-la um pouco mais. Mas as mudanças trazem também as oportunidades.

***

Novas ideias vão surgir, a relação com a estrutura financeira e política vai se transformar, sendo que a tecnologia será uma das grandes protagonistas nesse processo. Inovação tecnológica que deverá ser dirigida para o bem comum. Urano rege a internet e Urano rege Aquário. Muitas criações vão surgir e estarão coerentes com essa nova proposta, menos individualista e mais coletivista. A hora também é de fazer valer os movimentos de não segregação, em que o olhar se voltará para a comunidade como um todo, e não para o individualismo. Ideias velhas de sociedade devem ruir: é uma morte cronometrada, anunciam os astros. Saturno é o planeta do alicerce, da construção. Em Aquário, ele dá força para a concepção de novas estruturas, mais pautadas pela solidariedade, pela igualdade e pela responsabilidade comunitária. As palavras-chave são ‘coletivismo’ e ‘compartilhamento’, atentem-se. De quebra tal transformação está potencializada pela chegada de Júpiter também em Aquário. Júpiter é o grande expansor, conferindo mais vigor a essas novas propostas. Uma conjunção, quase um casamento astral, dos mais interessantes e que vai ser bom para quem estiver disposto a rever seus conceitos, a deslocar seu olhar para o cuidado – tanto em relação a outras pessoas como em relação à natureza. Salve o verde!

***

Então, diga-nos, planos astrais, 2021 é o início de uma nova era? Sim, terráqueos. Saturno e Júpiter entram em conjunção a cada 200 anos, mais ou menos, porém sempre trocando o grupo de signos. Passando por todos os elementos (ar, água, fogo e terra) são quase 800 anos. 21 de Dezembro passado marcou exatamente o final de um ciclo e começamos, de novo, com o encontro de Júpiter e Saturno a zero grau em Aquário, signo de ar. Que representa o ilimitado, onde o impossível se torna possível. Essa será a energia de 2021. O encontro desses planetas gigantes a zero grau, representa o começo de uma nova era, algo totalmente novo, como se estivesse sido apertado o botão de reset na humanidade. É como se a Era de Aquário estivesse de uma vez por todas entrando em sua atividade máxima, agora. A Era de Aquário é a era do conhecimento e do poder da consciência. Forças que trarão mudanças nos âmbitos político, social e espiritual. Como a humanidade inteira estará sob sua influência, será possível ver cada vez mais o poder do pensamento: o poder da mente sobre a matéria.

***

Para aqueles que pensam negativo serão tempos bem difíceis, mas para aqueles com um pensamento positivo e espiritual, essa energia se manifestará de forma incrível e inimaginável. Podemos esperar o comprometimento com causas e questões que trazem uma mudança global. A ascensão das minorias, dos direitos do humanos e igualitários. Sistemas que funcionavam até hoje não funcionam mais, porque, na real, eles nunca funcionaram. O poder estará cada vez mais na mão do povo, a hierarquia não terá mais tanto significado, mas é preciso se educar para que as decisões tomadas beneficiem a todos, cuidado para não se tornar um rebelde sem causa. Será preciso acessar a poderosa e inteligente versão da nossa alma para não entrarmos em uma anarquia. Para isso será essencial o entendimento do valor individual de cada um e a importância dessa singularidade num todo, para um bem comum. Nessa nova era, a consciência será a nova riqueza. Eis o “novo normal” previsto pelos astros. Habilitem-se!

***

No Candomblé, religião onde as raízes são mais tradicionalistas e os preceitos africanos são seguidos rigorosamente, um ano é segmentado em três quadrimestres. Sendo assim, diferentes orixás são revelados, por meio dos búzios, como influenciadores de cada período. Já na Umbanda, existe uma influência direta de costumes indígenas, esotéricos, católicos e da cabala. Sendo assim, utiliza-se a orientação dos astros para auxiliar na determinação do Orixá, de modo que cada um deles é representado por um planeta. Ainda que consistam em diferentes vertentes, o Candomblé e a Umbanda têm orixás regentes em comum para 2021: Oxalá e Oxum.

***

Oxalá é o senhor da criação, responsável pela vida e pela paz. Oxum é a dona das águas doces e dos encantos, protetora da gestação. A junção desses orixás promove o respeito e a harmonia. Oxalá e Oxum chegam estimulando a autoconfiança e a compreensão. Os dois orixás favorecem o amor, portanto os laços sentimentais, familiares e sociais serão fortalecidos. Ano bom para atividades que precisam de delicadeza e trato direto com o público. O lado sábio e conciliador de Oxalá fará com que as pessoas valorizem a religiosidade e a espiritualidade. 2021 será um ano em que a fé terá uma influência muito forte na vida de cada um. As boas vibrações tomarão conta dos lares, pois a casa será um dos lugares mais prazerosos de estar. As divergências poderão ocorrer por conta de hábitos e pontos de vista, que com a intercessão de Oxalá e Oxum, serão logo acalmados. O comportamento cordial prevalecerá nas relações, onde novas amizades acontecerão e os amigos antigos estarão mais presentes em qualquer situação.

***

O ano de Oxalá e Oxum será ótimo para setores ligados à educação, ciência, saúde, turismo, arte e religião – boas opções para revolucionar o campo de trabalho. Por conta da sabedoria de Oxalá, os estudos estarão favorecidos. Portanto valerá a pena se empenhar nos estudos em concursos para disputar um cargo público. Atualização e cursos de especialização farão diferença em 2021, por isso as reciclagens ajudarão na recolocação no mercado e impulsionará cargos e carreiras.

***

Oxalá rege o coração e a coluna vertebral; Oxum o estômago, o intestino e o sistema circulatório. Isto quer dizer que neste ano que se inicia, doenças cardíacas, de coluna, estomacais e intestinais e, ainda, as circulatórias, serão as mais comuns para todos os signos. Cautela com aborrecimentos e as angústias, pois ambos os casos poderão levar de maneira repentina, a doenças que poderão se tornar crônicas. Oxalá e Oxum são orixás que gostam de uma boa mesa, portanto, a atenção com o controle de peso e com a alimentação serão essenciais. As atividades físicas e caminhadas ajudarão a manter a qualidade de vida.

***

Que tal um banho para sucesso em 2021!?! Esfregue em meio balde d’água, pétalas de uma rosa branca, com sete gotas de essência de girassol. Depois, coe e tome esse banho, do pescoço para baixo. Vista uma peça de roupa branca ou amarela (branco e amarelo que em conjunto simbolizam paz e espiritualidade. E atraem sucesso e riqueza!) Coloque as sobras do banho aos pés de uma árvore.
Magia para paz e prosperidade. Para todos!

***

O que a reserva a Numerologia para 2021? Um Ano Universal simbolizado pelo 5 – um Ano 5 é um período de forte transição, ano que marca um antes e um depois. O mesmo poderá ser visto na vida de todos nós. A Numerologia para 2021 mostra que teremos dois números que dão uma movimentada a esse ritmo mais lento e conservador que vivemos: o 1 e o 5.

Por um lado, novas perspectivas, novidades e mudanças. Por outro, o medo do novo, o desejo de preservar o que é seguro e acomoda. Então, esse choque entre ir ou ficar, em aceitar o novo ou manter o velho, será marcante em 2021.
Que a gente possa saber preservar o que vale a pena e usar o passado como base de aprendizado para ser aprimorado pela implementação do diferente, da novidade e do progressista.

As previsões para o Ano 5 indicam que a coletividade poderá ser marcada por essa incerteza e instabilidade. Crises mais agudas que demandarão soluções urgentes. Como solucioná-las? A própria simbologia do 5 já aponta algumas alternativas e alguns obstáculos a serem superados nesta trajetória.

***

No pessoal, a fuga, o escapismo, o não querer assumir compromissos e ficar infantilmente apenas desejando que tudo melhore sem fazer a sua parte são as as tendências negativas mais desafiantes do simbolismo do Ano 5.
E como ainda tem um lado rebelde associado ao 5, algumas pessoas poderão simplesmente se revoltar às atuais condições e não propor soluções nem se dedicar a implementá-las. Não querer passar pelo incômodo de sair da zona de conforto, experimentar algo diferente e testar novos hábitos, comportamentos e saídas.

***

O Ano 5 tem a qualidade de pensar diferente, enxergar outras perspectivas, vislumbrar soluções inventivas.
Mas ninguém consegue chegar a esse nível se foge correndo para as redes sociais ou para algum outro vício (não só de drogas ilícitas, mas aquelas distrações que se avolumam no nosso dia-a-dia, como assistir séries, novelas e futebol de forma compulsiva e escapista). A tendência a se dispersar do essencial pode ser enorme em 2021, que tem um lado difuso na simbologia do número 5.

Então, que neste novo 2021 tenhamos consciência quando estivermos derrapando para essas tendências negativas. E mudar o rumo, tomar um direcionamento mais construtivo, tal como se abrindo para o novo, adaptando-se às mudanças externas que podem chegar súbita e surpreendentemente.

***

Nesse processo, será muito inte-ressante estar com pessoas de ideais semelhantes aos seus. O número 5 aponta para a importância de estar constantemente aprendendo e se relacionando com gente que vai oferecer informações e ideias super enriquecedoras. Essas trocas inter pessoais estarão muito acentuadas.

***

E como “tecnologia” é pratica mente o sobrenome de um Ano 5, aplicativos, cursos on-line, bem co-mo comunidades virtuais poderão ser muito importantes em 2021.

***

Segundo o Tarô, 2021 será um ano de poder, riqueza, justiça, mas também de muita violência, impa-ciência, intolerância e, principal-mente, fé. O Brasil continuará com a alta taxa de desemprego, porém surgirão oportunidades para quem está muito tempo desempregado e para pessoas com mais experiência. Os serviços terceirizados e tecno-lógicos continuam em ascensão, assim como quem trabalha por conta própria. Mais mulheres assumirão cargos de poder e o mercado imobi-liário ficará em evidência.

***

Será um ano de muitos casa-mentos e nascimentos de meninas e gêmeos. Ano de muita chuva e ala-gamentos, com isso famílias sofrerão perdas. E acontecerá um incêndio muito grave em um prédio social. Surgirá na política um novo nome que será uma ameaça ao atual pre-sidente da República. A primeira remessa da vacina contra o Corona-vírus não trará a cura, a pandemia será controlada em meados de agosto.

***

Virginiano do dia 7 de Setem-bro, o Brasil recebe as generosas e-nergias do planeta regente de 2021 em dois setores importantes do Horóscopo: as Casas Astrais das fi-nanças e das esperanças. Portanto, se depender das vibrações de Vênus, o país terá pela frente um período de expansão econômica e muitas mudanças. Com as influências da 2ª Casa em destaque, os interesses fi-nanceiros vão concentrar as atenções do governo e muito do que for pla-nejado e executado terá a finalidade de fomentar investimentos, aplica-ções e a circulação de dinheiro para levantar a bola do setor econômico brasileiro, tão afetado pela retração global e pelos problemas relaciona-dos com a pandemia do coronavírus.

***

No outro prato da balança de Vê-nus está a 9ª Casa, a que trata do co-mércio exterior, indicando que o no-vo ano pode trazer energias mais prósperas para as finanças brasileiras e acordos mais vantajosos podem ser costurados com outras nações.

Só que esse setor do Horóscopo também tem relação com crenças, cultos, religião, ensino superior, universidades, relações diplomáticas e, especialmente, leis e assuntos jurídicos, que devem gerar muitos debates, passar por reformas e as-sumir papel ainda mais relevante no cenário brasileiro, inclusive com gestões e decisões do Supremo Tri-bunal Federal – o STF.

***

Os assuntos que mais vão con-centrar as atenções do governo, das esferas de poder e da população serão os óbvios saúde e trabalho. Em 2021, Júpiter e Saturno estarão na 6ª Casa Astral do Brasil, setor que diz respeito às doenças, epidemias, medidas sanitárias, políticas de prevenção, higiene, alimentação, o que poderá movimentar órgãos governamentais, acionar os serviços públicos de maneira geral e até envolver a iniciativa privada visando a união de esforços pelo bem-estar da coletividade. Problemas com importação, contratos, intercâmbios e relações com outros países, podem impactar interesses relacionados com saúde, mais agora nesses primeiros meses do ano.

***

De modo geral, 2021 chega trazendo mudanças bastante positivas para o mundo. A vibração do ano é de alegria e felicidade. Mas precisaremos estar conscientes de que nem tudo está sob nosso controle. Ou sob controle …ainda!
As perspectivas para este ano novo são mais otimistas. Na verdade, os especialistas prevêem que podemos esperar cura, conserto e progresso.

***

Se o ano passado virou nossas vidas de cabeça para baixo, 2021 de-ve ser igualmente agitado, mas cru-cialmente mais positivo. Se o ano passado viu nosso estilo de vida re-gular (ou ‘normal’) ser desmantela-do, então este ano novo deve oferecer avanços tecnológicos e o conserto de comunidades.

***

Também há boas notícias quan-do se trata da criatividade coletiva em todos os setores e adaptação para fazer negócios principalmente on-line. Protestos pela igualdade ou e-ventos semelhantes provavelmente aparecerão novamente. Devemos ser atenciosos e intencionais sobre como vivemos, trabalhamos e, talvez o mais importante, cooperamos.

***

Veremos mudanças políticas positivas? Não há muita coisa para mudar em 2021. Haverá um desejo de fa-zer as coisas de forma diferente e ter novos tipos de líderes, possivel-mente, um novo estilo de liderança. As mudanças relacionadas a todas essas coisas se tornarão apa-rentes já no início de 2021, agora em janeiro e fevereiro, tempo de novos empossados, seja in Passos, em Minas, no Brasil …ou nos Es-tados Unidos. Tensões podem vir à tona.

***

Em um nível macro, os gover-nos precisarão se unir para definir valores compartilhados, especial-mente em relação a temas como clima, agricultura, economia e saúde pública. Do ponto de vista astral, fica claro que governantes têm respon-sabilidades coletivas, que suas ações têm consequências e, como habi-tantes de um mesmo espaço, num mesmo planeta, devem trabalhar juntos com seus governados para cri-ar um amanhã melhor. Pode parecer o óbvio para você, contribuinte, mas para muitos governantes, não importando sua patente de poder, isto não é assim tão óbvio. De olhos bem abertos sobre eles, bugrada…

***

…um Feliz Ano Novo, de novo!

Tudo bem, fariseu! Ninguém precisa acreditar em Astrologia, Numerologia, Horóscopo Chinês, Jogo de Búzios ou qualquer outra forma quetal de bisbilhotar o futuro bem próximo que chega a cada início de ano para que, ainda que discretamente, dar uma espiadinha sobre o que predizem os oráculos para o ciclo que se inicia.

Ora, direis, fiz isto no início do ano passado – aquele! – e não me lembro de nenhum destes adivinhadores terem previsto que um virus-tipo-mamona fosse causar o estrago global que causou …mas como ninguém viu isto, santas pedras hunas?!? Lá atrás, quando derrubaram aquele muro em Berlim, também nenhum mago (pré)viu tal efeméride.Seriam as bolas de cristal embaçadas para fatos digamos, em escala mais global?!?

Ora, diria, ó incrédulo, vislumbrar o futuro por uma fresta de números, conchinhas, planos astrais ou esoterismos afins não significa, necessariamente, que se você olhá-lo, vai encontrar ali por exemplo, curto, claro e faiscante, os números da próxima megassena acumulada, só pra você, incauto.

Você encontrará, antes disso, prenúncios de caminhos que poderão – ou não – levá-lo ao pote de ouro que, no futuro, lhe pertencerá. Mas esses prenúncios também trazem em sua análise, as sequências e as consequências da sua sorte.
Sequências e consequências, prenúncios, alvíssaras, caminhos a serem trilhados …o que vem lá, 2021?
Vamos entrando, que o tempo e o espaço já são seus!