Destaques Geral

Região registra 1,3 mil casos e 3 mortes por covid em 15 dias

Gabriella Alux

25 de Maio de 2022

PASSOS – De acordo com o boletim epidemiológico divulgado ontem, 24, pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), as cidades da região registraram 1.375 casos positivos de covid-19 e três novos óbitos em decorrência da doença, entre os dias 10 a 24 de maio. Os municípios de Bom Jesus da Penha, Cássia e Passos foram os locais dos óbitos pelo vírus.

Dentre as 27 cidades que integram a Superintendência Regional de Saúde de Passos (SRS-Passos), Passos (431), Monte Santo de Minas (169), Piumhi (162), São Sebastião do Paraíso (101), Capitólio (99), Carmo do Rio Claro (81), Itamogi (66), Itaú de Minas (47), Bom Jesus da Penha (45) e Pratápolis (26), estão no ranking das 10 cidades que obtiveram mais casos de covid neste período.

Os municípios de Ibiraci e São João Batista do Glória, com 25 em cada, São José da Barra (19), Fortaleza de Minas (16), Alpinópolis (12), Cássia, Guapé e Vargem Bonita, com oito em cada, Claraval, Nova Resende e São Roque de Minas, com seis em cada, São Tomás de Aquino (quatro), Pimenta (três) e Jacuí (dois) completam as cidades que registraram novas pessoas que testaram positivo para o vírus.

As cidades de Capetinga, Delfinópolis e Doresópolis não registraram nenhum caso ou óbito pela doença, conforme o boletim da Secretaria de Estado.
Em Passos, o óbito informado consta no boletim da SES-MG, que atualmente conta com 378 mortes. Já o boletim municipal consta 377 mortes. A Folha questionou a assessoria de comunicação da Prefeitura de Passos sobre essa divergência de informações e relataram que recebeu os dados constando como 337 óbitos, não sabendo o motivo da divergência.

Ainda conforme o boletim municipal, em um dia, foram registrados 64 casos a mais, em relação a semana passada e 79 novas notificações. No boletim da Santa Casa de Misericórdia de Passos (SCMP) de ontem, 24, consta nove pacientes internados, sendo sete na enfermaria e dois na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Quanto a origem dos pacientes, oito são de Passos e um de Piumhi.