Turismo Destaques

Prefeitura de Capitólio reabre visitas nos cânions

Por Luciene Garcia / Especial

24 de março de 2022

Foto: Arquivo FM.

CAPITÓLIO – O prefeito de Capitólio, Cristiano Geraldo da Silva, publicou na tarde desta quarta-feira, 23, decreto que libera parcialmente a entrada de embarcações nos cânions de Furnas e Parque cânions de Furnas, onde aconteceu uma tragédia em janeiro. Para editar o decreto, o prefeito levou em conta a importância socioeconômica do turismo, laudo da Defesa Civil do município e que o município está cumprindo todas as metas determinadas pela equipe técnica geológica.

O decreto prevê análise diária, por profissional técnico, para avaliação geológica/geotécnica do atrativo, anteriormente ao início da visitação, verificando, entre um dia e outro, possíveis indícios de processos erosivos e/ou movimentos de massa que possam ter ocorrido, presença de vegetação derrubada, presença de novo fluxo de água no paredão, comunicações reportadas por marinheiros, fiscais e/ou turistas, ocorrência de chuva durante o período noturno e documentação fotográfica.

Pelas novas regras, todos os passageiros das embarcações devem apresentar um termo de anuência e aceite, contendo s novas regras, uso de colete salva-vidas e equipamentos de segurança pessoal e riscos inerentes a atividade de turismo na natureza. Uso de capacete de proteção para a preservação do crânio em caso de descolamento de pequenos fragmentos e/ou quedas dentro da embarcação e coletes salva vidas em todo o circuito dos cânions.

Em caso de chuvas e/ou verificação de algum tipo de deslocamento u movimentação de blocos rochosos ou de solo, diz o decreto, pode haver interrupção dos passeios em qualquer ponto dentro do cânion.

Delimitação de circuito das embarcações para que a visitação ocorra de forma rotativa em dois trechos, denominados trechos 1 e 2. Todos os limites e faixas de segurança serão sinalizados no local para auxiliar e orientar a navegação. Na entrada do Trecho 1 haverá controle de acesso com checagem do termo de anuência e o uso dos equipamentos de segurança. No Trecho 1 será permitida a entrada de no máximo quatro embarcações por vez. Na entrada do Trecho 2 haverá controle de acesso e fiscalização da navegação, sendo permitida somente uma embarcação neste trecho. No Trecho 2 não será permitida a parada das embarcações em nenhum momento.

O local foi sinalizado com bolas de demarcação. O prefeito proibiu, no decreto, som mecânico de qualquer natureza e em qualquer volume dentro e na entrada do atrativo. Fica proibida embarcações acima de 32 pés. O horário de funcionamento do atrativo será de 9h às 16h, de segunda a sexta-feira, e das 8h às 18h em fins de semana e nos feriados. É obrigatório o capacete de segurança, classe B, tipo II ou III, casco composto por 1 nervura, casco de polietileno, suspensão de polietileno, polipropileno e poliamida, tira absorvente de suor de poliuretano e couro sintético.

Carneira e coroas em polietileno, polipropileno e poliamida ou em material plástico, tipo separáveis, carneira fixada ao casco através de oito pontos de fixação. O equipamento deverá apresentar o selo de marcação do Inmetro.

As medidas do decreto são temporárias e transitórias, para que seja possível a liberação liminar do uso do atrativo até a apresentação dos relatórios finais dos estudos geológicos e realização do plano final de monitoramento.