Turismo Destaques

Demanda por pacotes de viagens cresce em Passos

Débora Meira

14 de julho de 2022

Empresas estão optando pelo turismo local e regional para atrair vendas./ Foto: Reprodução.

PASSOS – Agências de turismo em Passos registram aumento de vendas e procura por pacotes de viagens pós pandemia. De acordo com esses estabelecimentos, o ritmo de movimento no setor turístico está no mesmo patamar anterior ao coronavírus, principalmente após o mês de março deste ano.

Segundo o gerente da CVC, unidade Passos, Tarcísio Carvalho, nos últimos meses a empresa vendeu cerca de 90 pacotes de viagens, algo que não ocorreu no ano passado. “Após a pandemia, a procura por viagens cresceu, principalmente para a região do Nordeste e ainda com maior frequência na época das férias escolares”, disse.

Para aquecer o mercado e aumentar a procura pelos serviços, as agências modificaram alguns roteiros e privilegiaram as viagens locais e regionais, conforme disse o guia turístico da empresa Marcos Adelino Passeios, Micael de Carvalho.

“A região que atendemos e fazemos parte, possibilita uma infinidade de roteiros para serem executados. Sou de São José da Barra, sede do lago de Furnas e que banha 34 cidades. Temos o privilégio estar próximos aos municípios de Capitólio e São João Batista do Glória, que são lugares muito procurados, pelos pontos turísticos dessa região, como por exemplo, os cânions de Furnas, Cascata, Lagoa Azul, Escarpas do Lago e também as belíssimas cachoeiras, como, a Trilha do Sol, Capivara e o retiro dos vikings, dentre outras”, disse.

Além disso, o guia destacou que os preços para esses lugares não sofreram alterações severas, e a expectativa é continuar com esses valores até a próxima temporada.

Para Roberto Chelala, diretor de operações da Munditur Viagens, algumas mudanças e adaptações precisaram ser feitas devido as restrições e exigências impostas no início da pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2020.

“A OMS emitiu orientação sobre regras, formulários, vacinas e documentos necessários para entrada de passageiros de cada país. Com as restrições da prefeitura, mantivemos esse afastamento, com o uso de placas de acrílico nas mesas para melhor proteção dos clientes, uso e disponibilidade de álcool em gel na entrada, conforme determinação da secretaria de saúde local”, disse o diretor sobre os cuidados nos atendimentos e vendas dos pacotes de viagens.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que, no ano passado, 99,3% das viagens feitas por companhias de turismo foram em território nacional. Em Passos, devido à proximidade com essas regiões turísticas, registrou alta na procura pelos passeios locais.