Turismo Destaques

Com queda de 70% no turismo, Prefeitura de Capitólio cria auxílio emergencial de R$300

Por Gabriella Alux / Redação

9 de abril de 2022

Foto: Arquivo FM.

CAPITÓLIO – A Prefeitura de Capitólio vai pagar um auxílio emergencial no valor de R$300 para famílias que foram impactadas pela queda no turismo, que foi agravada após o acidente que causou a morte de dez pessoas nos cânions do Lago de Furnas e chegou a 70%. As inscrições para receber o benefício terminam no dia 2 de maio e podem ser feitas no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Jonas Soares Pereira, localizado na rua Monsenhor Mario da Silveira. Os interessados podem ligar no telefone (37) 3373-1188.

Segundo o prefeito do município, Cristiano Geraldo da Silva, o Cristiano Gerardão, a iniciativa foi adotada devido ao impacto da queda no turismo em pessoas que trabalham como barqueiros que atuam em passeios, condutores de veículos 4×4, trabalhadores em pousadas e trilhas, entre outros.

De acordo com o prefeito, há casos de pessoas que perderam o emprego por conta da queda no setor e também de famílias que foram afetadas pelas chuvas e pela pandemia de covid-19.

“O auxílio terá uma parcela única no valor R$300 e, caso não seja possível atingir o valor estimável de pessoas que pretendemos alcançar, iremos abrir mais uma parcela do auxílio no valor que for executável. Todas as pessoas que foram afetadas por essa queda no turismo e que atendam aos requisitos da assistência social podem solicitar o auxílio e têm o direito desse benefício. Com isso, esperamos ajudar essas pessoas que se encontram em dificuldade por conta da nossa atual situação”, disse Gerardão.

De acordo com o prefeito, o auxílio emergencial será concedido por família e, uma das regras, é que os beneficiários devem ter residência fixa no município há, pelo menos, um ano. A administração vai analisar documentos de carteira de trabalho, holerite ou documento que comprove a atividade exercida, matrícula escolar dos filhos menores de 14 anos, comprovante de residência, comprovante de aluguel ou financiamento, caso tenha, e documentos pessoais de todos os membros da família, como RG, CPF e certidão de nascimento.

O prefeito também afirma que a previsão é beneficiar mil famílias com o auxílio emergencial do município, com investimento de R$300 mil. No entanto, a expectativa é que ao menos 500 famílias sejam beneficiadas, o que deve possibilitar o pagamento de uma segunda parcela, também no valor de R$300.

“No começo do ano, em janeiro, logo após o acidente e com a situação das chuvas, nós tivemos uma queda de cerca de 70% no setor turístico de Capitólio. Agora, estamos começando a retomar de forma melhor no ramo. Teve a época de Carnaval, onde vimos mais movimento. Agora, com o feriado da Semana Santa, a expectativa é de ter um movimento maior ainda, além do feriado do dia 21 de abril, que acreditamos que irá melhorar ainda mais. Depois, começa a fase de baixa temporada, que é o inverno, mas estamos trabalhando para inserir eventos, como festivais, campeonatos, encontro de moto clube, entre outros, para que possamos atrair mais movimento para a nossa região. E assim, esperamos que o retorno do turismo possa ser bem-sucedido”, disse.