Destaques Saúde

Ventiladores pulmonares doados pela FIEMG chegaram a centenas de municípios mineiros

25 de fevereiro de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Um legado que vai auxiliar a população mineira pelos próximos anos, reforçando as estruturas do sistema público de saúde. Esse é o principal resultado da ação, liderada pela FIEMG, que doou cerca de 1.600 ventiladores pulmonares e equipamentos de leitos hospitalares para centenas de cidades de todo o estado. Foram distribuídos 1.428 respiradores para 268 municípios e 166 leitos distribuídos em as 12 regionais que contemplam todo o grande estado mineiro.


Você também pode gostar de: Patrulha Rural prende dupla por furto de animal em Alpinópolis

Mas os equipamentos, essenciais para salvar a vida de pacientes com dificuldades respiratórias, beneficiarão também brasileiros de outros estados. Para a Bahia, Goiás, Mato Grosso, Paraíba e Tocantins, foram doados 19 ventiladores pulmonares, de acordo com a indicação das indústrias parceiras que contribuíram com o financiamento que viabilizou toda a produção e compra destes respiradores. Outros 100 equipamentos foram doados ao governo federal.

Os ventiladores pulmonares doados foram idealizados e produzidos pela Inspirar, uma empresa Health Tech que nasceu da inquietação e percepção dos sócios da empresa mineira Tacom e que contou com o apoio da FIEMG. Esses equipamentos chegaram ao mercado com valores mais acessíveis do que os produtos semelhantes, além de serem mais fáceis de manusear. Desde a homologação da ANVISA, em agosto passado, os ventiladores podem ser utilizados e comercializados por hospitais de todo o Brasil.

Esse trabalho mostra a força da união da indústria mineira, que, liderada pela FIEMG, viabilizou recursos para o projeto que atende uma demanda que surgiu diante da pandemia”, pontua Flávio Roscoe, presidente da entidade. Ele ressalta que, a partir de agora, os mineiros terão melhor estrutura para enfrentar a Covid-19 e ainda outras doenças que podem trazer complicações respiratórias, graças a ação coordenada que contou com doações de industriais e empresas que se envolveram no projeto, além do SENAI, que deu o apoio técnico para a idealização do projeto.