Destaques Saúde

Unidade da Uemg em Passos registra surto de covid e afasta 30 trabalhadores

14 de janeiro de 2022

Foto: Divulgação.

PASSOS – A Unidade de Passos da Universidade do Estado de Minas Gerais de Passos registrou 13 casos confirmados de covid-19 entre os servidores administrativos, sendo nove no Bloco 2. Entre os funcionários terceirizados que atuam na unidade, o número é de 17 casos, sendo 11 casos positivos e seis de pessoas com suspeita de infecção. Todos os funcionários citados nos casos registrados estão de licença médica, inclusive os seis com suspeita de infecção.

A assessoria de imprensa informa que a Uemg Passos disponibilizou testes para todos os funcionários que tiveram relação com infectados. O funcionamento da unidade está acontecendo normalmente seguindo as orientações citadas no Memorando-Circular que determina o retorno ao trabalho presencial em 3 de janeiro de 2022, devendo todos os servidores do quadro de pessoal da Uemg exercerem suas atividades em regime presencial a partir da referida data, exceto os servidores em férias regulamentares ou em afastamento formal, até que conclua o período previsto.

Até o mês de dezembro de 2021, o ponto digital e registro de frequência ainda seguiram a lógica do regime especial de teletrabalho, devendo sofrer as alterações a partir da apuração de frequência de janeiro/2022, em diante.

Conforme nota da assessoria, em nenhum momento houve orientação para que os servidores com sintomas gripais continuassem a trabalhar de forma presencial. A Uemg segue o protocolo de segurança informado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), no qual os servidores com suspeita de covid-19 são orientados a buscar o imediato afastamento, com o objetivo de proporcionar uma retomada segura e gradual do trabalho presencial no âmbito deste órgão.

“Nesse contexto, ressaltamos que as orientações estão contidas na Orientação de Serviço Seplag/Sugesp nº 04/2021. A orientação prevê que, caso apresente sintomas característicos da covid-19, o servidor deverá comunicar imediatamente o fato à chefia imediata. Os afastamentos de servidores em razão de sintomas de covid-19 serão realizados por meio de licença para tratamento de saúde — LTS”.

O funcionamento das Unidades Acadêmicas da Uemg, segue a nota oficial, é de responsabilidade da direção local, que leva em consideração a situação da pandemia no município e as decisões das autoridades locais. A Uemg acompanha as deliberações do Comitê Extraordinário covid-19 e assim que houver novas orientações a comunidade acadêmica será imediatamente informada.

“Em relação às medidas de prevenção à covid-19, o Governo de Minas informa que monitora todos os casos de suspeita e confirmação nas repartições estaduais. As medidas sanitárias de prevenção ao contágio da doença seguem sendo obrigatórias em todos os órgãos, como a constante higienização das mãos e a utilização de máscaras de proteção de forma correta, cobrindo a boca e o nariz, em todos os espaços públicos, sejam eles abertos ou fechados. Essas ações são constantemente divulgadas aos servidores, visando impedir a propagação da covid-19 e com o intuito de zelar pela segurança e saúde de todos os funcionários”, finaliza a nota.