Destaques Saúde

SRS de Passos deve receber nova remessa de vacinas para a região

28 de janeiro de 2021

Foto: Divulgação

PASSOS – Mais uma remessa de doses de vacina contra o novo coronavírus deve chegar a Passos de avião nesta quinta-feira, 28, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES). Após a chegada, as vacinas seguem para os municípios que fazem parte da Regional de Saúde de Passos.

O estado de Minas recebeu 190,5 mil doses da AstraZeneca e 87,6 mil da Coronavac, que é produzida pelo Instituto Butantan, e que foi utilizada na primeira fase de imunização. A Superintendência Regional de Saúde, por meio de sua assessoria, não confirmou a informação na tarde desta quarta-feira, 27.

A Santa Casa de Passos, que é o maior hospital da região e referência para dezenas de cidades, recebeu 433 doses da vacina, com isso conseguiu imunizar apenas 17% dos seus funcionários. Para completar essa primeira etapa, a instituição pede mais 1,2 mil doses da vacina. O número que cada município vai receber nesta quinta-feira ainda não foi divulgado, nem se terá um alcance além dos assistidos em lar de idosos e profissionais de saúde.

Profissionais da SES e integrantes das Forças de Segurança do Estado detalharam, na terça-feira, 26, a logística de distribuição das remessas de vacinas recebidas em 24 e 25 de janeiro. As 190.500 doses da AstraZeneca e as 87.600 doses da CoronaVac, entregues pelo Ministério da Saúde, começam a ser direcionadas para as Unidades Regionais de Saúde (URS) nesta quinta-feira, 28, como parte da maior operação de vacinação da história de Minas Gerais.

Até o momento, as doses estão armazenadas na Central Estadual de Rede de Frio do Estado, na capital mineira, nas condições ideais de temperatura, e, de lá, serão encaminhadas, por via terrestre ou aérea, para as 28 URS, sempre acompanhadas de escolta das Forças de Segurança estaduais e ou municipais.

Após este recebimento, os gerentes de cada URS serão responsáveis pelo agendamento de data e hora para que os municípios retirem os imunizantes. O dia 1 corresponderá, normalmente, ao dia posterior à chegada da vacina na Unidade Regional de Saúde. Também, a partir desta semana, os municípios serão previamente informados sobre a data e horário de retirada das vacinas contra a covid-19.

Eficiência, segurança e rapidez nortearam o trabalho do Governo de Minas para envio da primeira remessa das 577.480 doses da CoronoVac e foram base para esta fase. De acordo com o diretor de Operações da Polícia Militar, cel Godinho, a partir do dia 1º de fevereiro, todos os municípios poderão iniciar a retirada das vacinas.

Os municípios irão até as regionais, escoltados por uma viatura da Polícia Militar, para retirar as vacinas e, seguindo o Plano Nacional de Vacinação, realizar a imunização dos grupos já previstos”.

Além da coleta das vacinas na Unidade Regional de Saúde, os municípios serão responsáveis pelo armazenamento, a preservação em condições adequadas, e a segurança no acondicionamento e proteção dos imunizantes. Caso o município não compareça à Unidade Regional de Saúde, ou compareça fora do horário e data agendados, o atendimento ficará condicionado à disponibilidade da equipe da URS. A escolta permanece necessária e a articulação com as Forças de Segurança passa a ser de responsabilidade integral do município.