Destaques Saúde

Semana de prevenção às drogas propõe vida saudável para jovens

22 de junho de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

BELO HORIZONTE – Com evidências sobre aumento do consumo de bebidas alcoólicas durante o período de pandemia do novo coronavírus, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) começa na próxima segunda-feira, 22, a Semana Estadual de Prevenção às Drogas.

Com o tema “Eu acredito é na rapaziada #Prevençãoésoluçãosim”, a ação busca sensibilizar a população, especialmente adolescentes e jovens, para evitar o consumo excessivo, além de intensificar a difusão de informações sobre os problemas de saúde decorrentes do uso e abuso de substâncias psicoativas, especialmente o álcool, e mobilizar a população a participar das diversas atividades que serão realizadas em ambientes virtuais ao longo da semana.

De acordo com pesquisa coordenada pela Fiocruz em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (Ufmg) e a Universidade Campinas (Unicamp), 18% dos 44.062 entrevistados relataram o aumento do uso de bebidas alcoólicas durante a pandemia. Além disso, relatório do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (Unodc) publicado em maio deste ano aponta que as medidas adotadas pelos governos de todo o mundo para conter a covid-19 levaram, de alguma forma, à interrupção generalizada do acompanhamento das rotas de tráfico de drogas ilegais, principalmente por via terrestre e aérea.

Durante a semana, serão realizadas várias lives, salas de bate papo e palestras que podem ser acompanhadas por meio dos canais da Sedese no YouTube e no Facebook. Como forma de convidar e mobilizar o público para a programação da Semana Estadual de Prevenção às Drogas, vários vídeos produzidos por influenciadores culturais, esportistas e artísticos, que têm grande poder de mobilização entre jovens e adolescentes, foram divulgados nesta semana.

É muito importante esta ação da Sedese, neste contexto da pandemia de Covid-19, que impõe às pessoas o distanciamento e o isolamento social e traz desafios de toda ordem e, em especial, naquilo que se refere à promoção e cuidado com a saúde. Estou dizendo do uso abusivo, especialmente de álcool neste cenário de pandemia”, disse subsecretária de Políticas sobre Drogas da Sedese.