Destaques Saúde

São Sebastião do Paraíso tem mais uma morte por covid-19

Por Ralph Diniz / Especial

2 de setembro de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

S. S. PARAÍSO – O mês de setembro começou com a notícia de mais uma morte causada por complicações do novo coronavírus em São Sebastião do Paraíso. O oitavo óbito registrado no município foi confirmado na tarde de ontem, 1º, no boletim informativo da Secretaria de Saúde. O número de casos da doença subiu para 362.

Ainda não há informações sobre o paciente que teve a morte por covid-19 confirmada na última terça-feira. Sabe-se, apenas, que a vítima estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia e não resistiu às complicações da doença. A causa do óbito foi constatada após realização de exame laboratorial. Essa foi a segunda morte por coronavírus registrada em São Sebastião do Paraíso em menos de sete dias. Na quinta-feira, 27, uma mulher de 48 anos faleceu depois de passar alguns dias internada no hospital paraisense. Segundo informações obtidas pela reportagem da Folha da Manhã, ela tinha comorbidade.

De acordo com o boletim informativo da prefeitura, 281 pacientes já se recuperaram da doença, 71 estão em isolamento domiciliar, dois permanecem internados na ala covid da Santa Casa, e oito acabaram morrendo. Desde o início da pandemia, 2.013 casos suspeitos já foram notificados no município, sendo que 234 pessoas com sintomas semelhantes aos da covid-19 estão isoladas em suas casas e são acompanhadas pela Secretaria de Saúde. Ao todo, 256 casos foram descartados após realização de exames laboratoriais, incluindo 16 óbitos. Uma morte suspeita ainda está em processo de investigação.

O boletim atualizado aponta que dez pessoas estão recebendo cuidados na enfermaria da ala covid na Santa Casa e outras seis permanecem internadas na UTI. As taxas de ocupação dos leitos são de 21% e 30%, respectivamente. A prefeitura continua alertando a população sobre a redução do isolamento social na cidade. Segundo o Poder Executivo, esse fator tem contribuído para aumentar a ocupação dos leitos no hospital paraisense.