Destaques Saúde

São Sebastião do Paraíso registra 26 mortes por covid-19

Por Ralph Diniz / Especial

28 de outubro de 2020

Foto: Divulgação

S. S. PARAÍSO – Um homem de 85 anos é a 25ª vítima da covid-19 em São Sebastião do Paraíso. Ele morreu na segunda-feira, 26, após passar alguns dias internado na UTI da Santa Casa. Na tarde de ontem, a Prefeitura divulgou mais um óbito por covid-19 no município. Segundo informações, o idoso que contraiu o novo coronavírus lutava contra um câncer e precisou ser internado às pressas na Santa Casa de Misericórdia depois de ter passado mal.

Mesmo recebendo todos os cuidados necessários pela equipe médica, a vítima não resistiu à doença e faleceu. O corpo foi sepultado no Cemitério da Saudade, em Paraíso, naquela tarde. Todas as medidas de segurança foram tomadas pelos funcionários do cemitério para evitar o contágio.

De todas as pessoas que perderam a vida em decorrência do novo coronavírus em São Sebastião do Paraíso, 21 tinham mais de 60 anos e possuíam alguma comorbidade. Entre os quatro mais jovens, estavam dois homens, de 32 e 36 anos, e duas mulheres, de 54 e 48 anos. Todos faziam parte do grupo de risco da doença. Até o momento, Paraíso tem 933 casos positivos de coronavírus. Desse total, 49 pessoas estão em isolamento domiciliar, outras 13 precisaram ser internadas na Santa Casa e 846 estão recuperadas. Além disso, 416 suspeitas já foram descartadas, incluindo 31 óbitos.

Ainda segundo as informações da Secretaria de Saúde, 194 pessoas com sintomas suspeitos estão isoladas em suas residências e são monitoradas pela Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica. Em relação às internações, entre casos suspeitos e confirmados, 16 pessoas recebem atendimento na enfermaria e cinco permanecem isoladas na UTI da Santa Casa. As taxas de ocupação dos leitos são de 34% e 25%, respectivamente.

Mesmo depois de ser autorizado a avançar para a onda verde no programa Minas Consciente, o município decidiu permanecer na onda amarela e, assim, manter restrições para tentar conter o avanço da covid-19. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Wandilson Bícego, a decisão se deu em razão do crescente número de casos e de óbitos em Paraíso.

“Em um mês, as mortes aumentaram cerca de 120% e precisamos considerar as necessidades locais antes de avançar para a próxima etapa. Fizemos isso priorizando a responsabilidade que temos para com a saúde da população, visto que avaliações são realizadas constantemente para definirmos o próximo passo. Buscamos bons resultados, mas precisamos muito do apoio da nossa comunidade para vencermos esta guerra”, disse.