Destaques Saúde

Santa Casa de Passos terá mais 10 leitos na UTI Covid

Por Talita Souza/Redação

28 de janeiro de 2021

Proposta parceria entre a Santa Casa de Passos e os municípios da região para o aumento de dez novos leitos na UTI Covid-19; assunto será discutido na reunião de hoje na Ameg. / Foto: Divulgação

PASSOS – A partir desta quinta-feira, 28, a Santa Casa de Misericórdia de Passos passa a ofertar mais dez leitos de UTI para atendimento a pacientes com covid-19 na microrregião de Passos, totalizando 40 leitos para o tratamento da doença. A decisão foi comunicada pelo Superintendente Geral do hospital, Daniel Porto Soares, ao Secretário Municipal de Saúde de Passos, Arlindo Nascimento em ofício na tarde de ontem.


Você também pode gostar de:

Prefeitos da região se reúnem com Zema e fazem reivindicações 

O aumento na demanda registrado na região desde dezembro do ano passado tornou a disponibilização de mais leitos uma necessidade. Esses novos leitos são resultado do trabalho conjunto do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 da Santa Casa de Passos.

Na manhã de ontem, os prefeitos Diego Rodrigo de Oliveira, de Passos, e Paulo Sérgio Leandro de Oliveira, o Serginho, de São José da Barra, que é presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg), discutiram com o hospital uma proposta de parceria para o aumento nos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Covid-19.

De acordo com Serginho, a reunião foi pedida pela Ameg, juntamente com o prefeito de Passos. A intenção é fechar uma parceria entre os municípios da associação, junto com outras cidades da região, e à Santa Casa para arrecadar verbas para a abertura de, pelo menos, dez novos leitos.

Os leitos na UTI da Santa Casa continuam com superlotação por causa da covid e o custo diário de cada leito é cerca de R$2,5 mil. Então, a nossa parte, enquanto prefeitos, é arrumar recursos e fazer uma parceria da Santa Casa com as prefeituras, pela qual iremos ajudar a custear esses leitos”, explicou.

Na manhã de hoje, 28, acontecerá uma reunião dos prefeitos integrantes da Ameg, junto com prefeitos de outras cidades da região, para debater sobre a parceria com o hospital. Segundo o presidente da Ameg, a contribuição dos municípios da região é essencial para que essa parceria possa ser fechada.

Atualmente, devido ao aumento de contágio e à taxa de ocupação nos leitos da UTI Covid-19 na Santa Casa, a microrregião de Cássia/Passos está na Onda Vermelha, a fase mais restritiva do programa Minas Consciente.

Não somos nós que colocamos a região na Onda Vermelha, nós estamos seguindo de acordo com o Minas Consciente. Nós não queremos fechar o comércio, muito pelo contrário, mas precisamos seguir o programa e tomar os devidos cuidados para que a situação não venha se agravar”, disse Serginho.