Destaques Saúde

Santa Casa de Paraíso completa 103 anos de fundação

Por Ralph Diniz / Especial

1 de outubro de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

S. S. PARAÍSO – Em meio a um dos maiores desafios de sua história, a Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso completou, no dia 23 de setembro, 103 anos de fundação. E mesmo diante da luta diária contra a pandemia do novo coronavírus, a instituição tem se desenvolvido e se consolidado como um dos mais importantes hospitais da região.

A Santa Casa paraisense foi fundada, de fato, em 1917, contudo, há registros históricos de que seu legado começou a ser construído anos antes, no final do século 19. Em 1897, um prédio simples e pequeno havia sido edificado para atender às necessidades de saúde médica da comunidade local, que crescia a passos largos. Vinte anos depois, as instalações foram ampliadas e a instituição começou a prestar serviços médicos e hospitalares a diversos municípios da região. Assim, passou a ser denominada “Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso”. E, desde os primeiros anos de existência, o hospital recebeu reconhecimento pelas equipes médicas formadas e estrutura diferenciada.

Hoje, entre os seus diversos serviços de excelência, a Santa Casa abriga o Hospital Regional do Coração, que atende pacientes de Paraíso, região e também de outros estados. Desde novembro do ano passado, a Santa Casa é administrada por uma equipe de provedoria chefiada pelo empresário Fernando Montans Alvarenga. A diretoria ainda é formada por Luiz Antônio Pimenta, vice-provedor; Adriano Aparecido de Paula, 1º tesoureiro; Maria Hortência de Souza, 2ª tesoureira; Leonardo Diogo, 1º secretário; e Luiz Pessoni, 2º secretário. Para celebrar o 103º aniversário da entidade, o provedor lembrou do trabalho de todos os seus antecessores, que permitiram que a Santa Casa atingisse o nível de excelência médica e hospitalar que possui atualmente.

Acredito que todos que aqui passaram, os nossos antepassados também superaram muitas dificuldades. Desde a construção até os dias atuais, cada um com suas lutas e desafios contribuiu para que o nosso hospital chegasse ao ponto em que está hoje”, disse.

Montans ainda destaca que a atual provedoria não tem medido esforços para ampliar a capacidade de atendimento do hospital. Após um árduo trabalho para equilibrar as finanças da Santa Casa, o objetivo da administração é oferecer ainda mais cuidado e conforto aos pacientes. Atualmente, a Santa Casa passa por uma fase de ampliação de suas instalações. Segundo a provedoria, estão sendo construídas novas áreas que possuirão mais quartos para os pacientes. Além disso, uma reforma em um dos andares do prédio garantirá mais 45 novos leitos para atendimento por meio do SUS.

Queremos oferecer maior conforto, mais segurança, com elevadores, rampas de acessibilidade e tudo que for possível para atender a população, através de um prédio moderno dentro dos parâmetros de construção hospitalar exigidos pela Vigilância Sanitária, estaremos buscando sempre os recursos necessários para ofertarmos a cura dos nossos pacientes, são eles quem ganham este presente”, explicou Fernando Alvarenga.

Sobre o momento crítico vivido por todas as instituições de saúde engajadas na luta contra o novo coronavírus, o provedor da Santa Casa afirma que o hospital tem se esforçado ao máximo para atender os pacientes de Paraíso e microrregião que precisam ser internados. Um setor denominado “ala covid”, com enfermaria e UTI, foi criado para receber e tratar essas pessoas de acordo com os protocolos de segurança para evitar que funcionários e outros pacientes sejam infectados.

É uma doença que transformou toda a nossa estrutura. Por isso quero parabenizar a todos que estão engajados nesta luta por salvar vidas, fica aqui os parabéns aos colaboradores, médicos, enfermeiros e todos que estão envolvidos”, concluiu.