Destaques Saúde

Região tem 188 mortes por covid e casos aumentam 9,3%

6 de janeiro de 2021

Foto: Divulgação

PASSOS – A região registrou doze novas mortes por covid-19 na última semana, totalizando 188 óbitos. Houve um aumento de 6,8% no número de óbitos em decorrência da doença e de 9,3% no de casos confirmados. Os dados foram coletados em boletins epidemiológicos divulgados pela Secretária Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

Na região, São João Batista do Glória foi o município que teve maior taxa de incidência de casos de covid-19 na última semana, tendo um aumento de 15,5%. Itaú de Minas (13,4%) foi o segundo município com maior incidência de novos casos, seguido por Cássia (11,8%) e São Sebastião do Paraíso (11,6%). Piumhi (10%) e Passos (8,8%) também apresentaram crescimento de casos na última semana.

Paraíso, com cinco novos óbitos, lidera o número de mortes ocorridos na última semana, seguido por Itamogi (quatro novos óbitos). Nesta terça-feira, a Prefeitura de Paraíso divulgou mais quatro mortes pela doença, atingindo o total de 54 óbitos. Nova Resende, Passos e Pimenta tiveram uma nova morte por covid-19 cada. São José da Barra, São Roque de Minas e Fortaleza de Minas continuam sem registrar mortes.

Em relação a taxa de letalidade, Ibiraci (6,2%) possui o maior percentual, seguido por São Tomás de Aquino (4,4%), Carmo do Rio Claro (4,4%), Itamogi (4,2%), Pratápolis (4,1%), Monte Santo de Minas (3,3%) e Jacuí (3,3%). Boletins divulgados por prefeituras podem apresentar diferenças em relação aos dados divulgados pela SES-MG, Bom Jesus da Penha possui 118 casos; Capetinga possui 113; Itamogi 361; Itaú de Minas 565; Passos 2.060.

A macrorregião Sul, que estava na Onda Vermelha no programa Minas Consciente, avançou para a Onda Amarela e a microrregião Passos/Cássia permanece na Onda Amarela do programa. Alguns municípios, como Piumhi e Capetinga, adotaram medidas mais restritivas. Em Minas Gerais, segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira, 5, já são 556.692 casos confirmados, sendo 41.661 em acompanhamento, 502.948 recuperados e 12.083 óbitos.