Destaques Saúde

Queda em estoque de sangue chega a 60% e Hemominas convoca doadores

12 de Maio de 2021

O baixo estoque de sangue da fundação atinge os tipos ‘o’ positivo, ‘o’ negativo e ‘a’ positivo. / Foto: Divulgação (Agência Brasil)

BELO HORIZONTE – A Fundação Hemominas está convocando doadores de sangue, de todos os tipos sanguíneos, em especial o O positivo, O negativo e A positivo, a comparecerem nas unidades para fazer doação. De acordo com informações do governo do Estado, o objetivo é ajudar a reverter a situação de queda nos estoques de sangue em Minas.

Atualmente, os estoques de sangue estão, em média, 48% abaixo do ideal, sendo que a queda nos tipos O negativo, O positivo e A positivo chega a 60%. Apesar da suspensão das cirurgias eletivas em função do atendimento a pacientes de covid-19, a Fundação Hemominas lembra que, a todo instante, pessoas sofrem acidentes, necessitam de cirurgias de urgência, de transplantes e outros cuidados.

Além disso, alguns pacientes – como os portadores de anemias falciformes, hemofilia e outras doenças crônicas – precisam, constantemente, receber transfusão de sangue e hemocomponentes. A Fundação Hemominas segue rigorosamente os procedimentos e critérios de prevenção ao coronavírus em todas as unidades, a fim de proporcionar segurança para quem doa e sangue de qualidade para o paciente.


Como fazer

As doações devem ser agendadas on-line ou pelo MGapp – Cidadão. Em caso de não comparecimento, solicita-se cancelar o agendamento para disponibilizar o horário a outro candidato. Na região, o Hemonúcleo de Passos fica localizado na rua Doutor José Lemos de Barros, 313, no Bairro Muarama. O telefone para contato é o (35) 3211-4800.

Os requisitos básicos para doar são: estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, mais de 50 kg, estar bem descansado e alimentado no momento da doação e apresentar documento original e oficial com foto. Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelo coronavírus, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial ficam inaptos por 30 dias após completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindiquem a doação);

Candidatos que tiveram contato com pessoas que apresentaram diagnóstico positivo para covid-19 são considerados inaptos pelo período de 14 dias, após o último contato com essas pessoas. Já o candidato que apresente qualquer sintoma respiratório, mesmo que leve, ou febre ou outros sintomas infecciosos, deverá aguardar 30 dias após recuperação para doar.