Destaques Saúde

Prefeituras adotam medidas para evitar turistas no feriado

Por Gabriella Alux/ Especial

3 de abril de 2021

Foi solicitado o apoio da Polícia Militar para ajudar nas Barreiras e também na fiscalização dos estabelecimentos e atrativos turísticos, além coibir reuniões e festas clandestinas. / Foto: Divulgação

DELFINÓPOLIS – A Prefeitura de Delfinópolis adotou lei seca e barreiras sanitárias para evitar o fluxo de turistas, festas e aglomerações e tentar conter o avanço da covid-19 no município. A medida vai funcionar partir das 6h de hoje, 2, até as 6h de segunda-feira, 5. De acordo com a administração, as barreiras serão instaladas em pontos de entrada e saída da cidade, nos distritos e na balsa.

Decreto do prefeito de Carmo do Rio Claro, Felipe Carielo, proíbe o acesso de pessoas sem vínculos ou parentes no município, interdita a principal via para a Serra da Tormenta e suspende o funcionamento da balsa do Itapiché. Na Santa casa de Passos, o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva Covid-19 subiu de 40 para 50, nesta quinta-feira, mas a taxa de ocupação se mantém em 100%.

De acordo com a prefeita de Delfinópolis, Suely Alves Ferreira Lemos, a administração solicitou o apoio da Polícia Militar para ajudar nas barreiras e também na fiscalização dos estabelecimentos e pontos turísticos para coibir reuniões e festas clandestinas.

O momento é de se resguardar e ficar em casa. Apesar de nosso município ser grande, possuir belas cachoeiras e paisagens, não é hora de desfrutá-las. Peço então, além de compreensão, que os visitantes e turistas não venham a Delfinópolis neste feriado. Não vou ficar de braços cruzados vendo nossos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Passos se exaurirem e fingir que nada está acontecendo. Mesmo que Delfinópolis tenha o menor índice de covid-19, temos como prioridade a vida das pessoas, por isso as medidas são duras e enérgicas, mas extremamente necessárias para combater o coronavírus”, declarou Suely.

De acordo com Suely, o ritmo de crescimento da covid-19 em Delfinópolis segue abaixo da média registrada na região devido às medidas de enfrentamento adotadas.

Delfinópolis possui apenas cinco casos ativos, com total de 152 casos confirmados durante toda pandemia. Pode-se atribuir esse baixo índice ao conjunto de medidas adotadas no atendimento aos pacientes. Desde o início da pandemia, efetivamos o acesso a uma ala separada para pacientes com síndromes respiratórias e suspeita de covid-19, afastando-os dos demais casos de emergência no Hospital Municipal e nos PSFs. Vejo que isso evitou que um morador chegasse Hospital com dor nas costas e saísse contaminado por coronavírus, por exemplo”, finaliza.