Destaques Saúde

Prefeitura de Paraíso discute serviço de neurocirurgia na Santa Casa

4 de agosto de 2021

durante a reunião, foi levantada a possibilidade da santa casa prestar serviço de neurocirurgia:/ Divulgação.

S. S. PARAÍSO – Representantes da Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, do Consórcio Intermunicipal de Saúde e da Superintendência Regional de Saúde de Passos (SRS-Passos) se reuniram ontem de manhã para tratar sobre assuntos relevantes para o setor no município. Entre os presentes no encontro estavam o prefeito de São Sebastião do Paraíso, Marcelo Morais, o vice-prefeito, Daniel Tales, a secretária municipal de Saúde, Adelma Lúcia da Silva, a superintendente regional de Saúde, Kátia Rita Gonçalves, e outros representantes dos órgãos em questão.

Dos assuntos discutidos na reunião, dois deles receberam mais atenção dos participantes, sendo que o primeiro foi a possibilidade de a Santa Casa de Misericórdia de Paraíso começar a prestar o serviço de neurocirurgia. No encontro, a prefeitura informou à SRS-Passos que está em fase final de articulação com os municípios da microrregião de Paraíso (Itamogi, Jacuí, Monte Santo de Minas, Pratápolis e São Tomás de Aquino) para que os serviços de neurocirurgia possam ser realizados na Santa Casa.

Nos próximos dias, os prefeitos e os secretários de Saúde dos municípios que integram a Microrregional de Paraíso devem se reunir com a diretoria do hospital para definir como será o fluxo e os atendimentos dos pacientes dessas cidades.

Segundo o prefeito Marcelo Morais, as partes já realizam um trabalho político, há alguns meses, para viabilizar o serviço de cirurgias neurológicas na Santa Casa de Paraíso. “Nós já estamos fazendo esse trabalho de bastidores desde que fomos comunicados pela Santa Casa da possibilidade de o serviço de neurocirurgia ter início aqui, porque é uma vontade política, é um compromisso de campanha, além de ser uma falta de atendimento que Paraíso tem. Assim, não teremos mais que ficar encaminhando pacientes com problemas no crânio e na coluna para Passos. Isso está muito próximo de se concretizar e será uma vitória aos prefeitos que participam desse momento histórico”, disse.

Consórcio

Já o segundo assunto em pauta na manhã da última terça-feira foi a possibilidade de transformação do Consórcio Intermunicipal em Consórcio Público de Saúde. Para que isso ocorra, os responsáveis pelo consórcio já se mobilizam para resolver questões relacionadas ao Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CnesS), o Boletim de Produção Ambulatorial (BPA) e Código Brasileiro de Ocupação (CBO), que organiza o cadastro de cada profissional de saúde que atende naquele estabelecimento de saúde tem uma Ocupação cadastrada no Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o prefeito de Paraíso, o Consórcio Público de Saúde tem como principal objetivo o fortalecimento da região, com o apoio dos municípios e do Estado para melhor organização da saúde. “Essa questão do consórcio é uma vontade dos prefeitos das cidades que integram o consórcio intermunicipal. Então, também já estamos trabalhando com essa ideia para que possamos avançar e atender melhor cada cidadão”, concluiu Morais.