Destaques Saúde

Prefeitura alerta sobre preconceito a pacientes

12 de agosto de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – Após contrair a covid-19, a principal preocupação dos infectados é combater o vírus e, consequentemente, evitar a transmissão. Porém, além da doença, os contaminados estão enfrentando outra batalha, a do preconceito.
Na região, três óbitos por covid-19 foram divulgados ontem. A 13ª morte em Passos, de um homem de 70 anos, o segundo caso em São João Batista do Glória e o segundo em Ibiraci.

Conforme relatou a Enfermeira referência municipal em epidemiologia, Paula Fabiana Tavares Freitas Santos, grande parte desses recuperados já relataram ter sofrido preconceito, principalmente por vizinhos e colegas de trabalho.

Além das queixas de diversos pacientes, por terem recebido algum tipo de recriminação ao contrair a doença, estamos recebendo também ligações em forma de denúncia por essas pessoas voltarem ao trabalho, por exemplo. Mas o que a população precisa entender, é que o infectado só pode retornar às suas atividades habituais, após o período de isolamento e com acompanhamento médico”, informou a enfermeira.

Paula também chamou atenção para o monitoramento diário do paciente durante o processo de recuperação, que vem sendo realizado tanto pelo Programa Saúde da Família (PSF), quanto pela central de monitoramento à covid-19, implantada pela secretaria de saúde.

A partir do momento que o munícipe é testado positivo, ele recebe um acompanhamento diário por profissionais do PSF da sua região ou da central de monitoramento, que seguem todas as normas técnicas da Secretaria de Estado de Saúde. Portanto, os casos que foram diagnosticados positivos, e já estão recuperados não oferecem nenhum risco à população”, reforçou a enfermeira.

Isolamento social

Assim como apresentado no mapa de risco de contágio por covid-19 em Passos, a pandemia começou no município, de fato, no final de junho e início de julho. Sendo assim, a Secretaria de Saúde alerta a população para a intensificação de cuidados e medidas de prevenção, uma vez que é esperado para os meses de agosto e setembro um significativo aumento de casos de coronavírus na cidade.