Destaques Saúde

Piumhi terá missas com distribuição de senhas

Laura Oliveira Hostalácio Folha com Onda Oeste FM

27 de junho de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PIUMHI – Padres da Diocese de Luz anunciaram a volta das missas presenciais em Piumhi a partir deste fim de semana, após decisão em reunião virtual com o atual Bispo Dom Aristeu, na última quinta-feira, 25. De acordo com os três padres, Aguinaldo Gualberto, Antônio de Simone e Daniel Rodrigues, foram definidas medidas para controle de presença de modo que haja distanciamento entre os fiéis, incluindo o uso obrigatório de máscaras.

Nas paróquias Santo Antônio, que voltará dia 4 de Julho, e São Sebastião, que voltará neste fim de semana, a participação será mediante senha. O código deverá ser pego no escritório paroquial, sendo este um documento individual e intransferível. De acordo com Padre Antônio, as pessoas poderão se sentar uma em cada extremidade do banco, sendo que o banco seguinte deve estar vazio para garantir o distanciamento. Cada pessoa só poderá participar de uma celebração a cada 15 dias.
Antônio também ressaltou que mesmo integrantes do mesmo núcleo familiar deverão respeitar o distanciamento no salão.

As crianças não devem participar, elas são assintomáticas e transmitem o vírus”, ressaltou. Quanto aos idosos, o padre afirmou que decisão de dever ou não participar caberá aos familiares.

“Se eles podem participar ou não, se tem ou não saúde o suficiente para participar. Isso fica na decisão dos familiares”, complementou Padre Antônio.

“Nós vamos fazer uma experiência, se for bom o resultado, nós vamos continuar. Se não for, nós vamos repensar essa estratégia”.

A partir do dia 1º de Julho, retornarão as celebrações da paróquia Nossa Senhora do Livramento e na Igreja do Rosário. Dia 2 de Julho, as missas retornarão na Igreja do Sagrado Coração de Jesus e dia 3 na Igreja de Santa Bárbara. A colocação dos fiéis será como nas outras paróquias. De acordo com padre Daniel, nestas paróquias não haverá distribuição de senhas, os lugares serão cedidos aos primeiros que chegarem.

Para as pessoas que não puderem participar, os padres ressaltaram que poderão ficar de fora, dentro de seus carros, e haverá entrega de comunhão para as pessoas nos veículos. “É um momento de muita paciência, muita prudência e sobretudo de não ser egoísta”, evidenciou Padre Daniel.