Destaques Geral Saúde

Piumhi tem 14 casos de dengue e aguarda resultados de 49 suspeitas

9 de abril de 2020

PIUMHI – Em boletim divulgado esta semana pelo setor de endemias da Prefeitura de Piumhi, foi constatado que os casos de dengue aumentaram nesse início de ano na cidade. De acordo com o setor responsável, este número já era esperado, uma vez que os meses de abril, maio e junho são os de maiores picos da doença.

Até o final da última semana, 14 pessoas foram infectadas pelo mosquito da dengue, sete foram descartados, 49 aguardam resultado do exame sorológico e 17 tiveram resultados negativos.

O coordenador de Endemias de Piumhi, o biólogo Luiz Henrique Vieira Mota, afirmou que as atividades de mutirão de limpeza continuam nos bairros, aos sábados, em parceria com o setor de Obras, Limpeza Urbana e Transporte, além do tamponamento de caixas d´água realizado pelos agentes de endemias.

A Vigilância em Saúde, por meio do setor de Endemias, reforçou a parceria com a Santa Casa em relação às internações de pessoas com diagnóstico clínico de arboviroses, bem como a manutenção do repasse de informações da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), para que possa realizar o bloqueio de transmissão (fumacê). No entanto, o Ministério da Saúde orienta que os municípios enfatizem o máximo de atividades educativas para mobilização social e remoção e ou eliminação de criadouros, já que a maioria deles está nas residências.

Neste ano, foi estabelecida a parceria com clínicas particulares, destinadas ao atendimento médico no município, para o envio de informações de atendimento de pessoas com diagnostico suspeito de dengue, reforçando assim o trabalho do setor da Vigilância para registrar os possíveis locais com criadouro de mosquito.

“Os cuidados devem ser redobrados nesta época, principalmente com recipientes que se tornam criadouros, sendo necessário tomar medidas preventivas de maneira a manter os ralinhos com tela, baldes e outros materiais que possam acumular água em lugares tampados. Os bebedouros de animais devem ser lavados pelo menos duas vezes por semana, e as lonas sempre bem esticadas para evitar a formação de poças d’água” reforçou Mota.

Luiz Mota explicou ainda que as armadilhas utilizadas na captura dos mosquitos são somente uma ferramenta acessória no combate à dengue e os cuidados diários para prevenção de doenças devem ser realizados diariamente.

 

Isolamento social reduz ação dos agentes

 

PIUMHI – A Secretaria de Saúde de Piumhi ressalta que, neste momento de reclusão domiciliar, por causa da covid-19, todos devem se atentar para a limpeza das casas, tendo em vista que a grande proliferação do mosquito da dengue acontece nas residências, principalmente nos quintais e jardins. A dengue, como as demais doenças transmitidas pelo mosquitos, pode matar. Por isso, é tão importante a ajuda da população na atuação dentro de casa, eliminando os focos.

O Setor de Endemias reforça que devido a esse momento de pandemia de covid-19, os agentes, para evitarem o contato direto com a população, estão fazendo a vistoria apenas nos quintais, jardins e demais áreas do domicílio, não realizando a vistoria dentro das residências.