Destaques Saúde

Piumhi recua na flexibilização de alguns setores

4 de julho de 2020

Foto: Divulgação

PIUMHI – Com a confirmação de 48 casos de covid-19 registrados ontem em Piumhi, um novo decreto do prefeito Adeberto José de Melo determinou que bares, restaurantes, academias, clubes e estabelecimentos afins em Piumhi estão proibidos de funcionar a partir da próxima segunda-feira. O objetivo do decreto, publicado na tarde de ontem e que vai vigorar a partir de segunda-feira, 6, é mais uma tentativa de barrar o avanço da epidemia de covid-19.

Restaurantes às margens da rodovia MG-050 poderão funcionar respeitando as regras do decreto, sendo vedado o consumo de bebida alcoólica no local. Os demais estabelecimentos dentro da cidade (restaurantes, sorveterias, lanchonetes, trailers e afins) seguirão funcionando somente no sistema de delivery.

O comércio também não poderá funcionar aos sábados a partir do dia 11. Ficou determinado, ainda, que o uso de máscaras é obrigatório em todo território do município. A cidade segue o plano de monitoramento da Covid-19 no sudoeste mineiro elaborado pela Ameg (Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande) que agrupa os setores econômicos por fases.

O prefeito de Piumhi, em sua fala ontem, disse que os municípios da microrregião iriam tomar as mesmas medidas, mas até o final da tarde nenhum tinha anunciado alterações em decisões anteriores.

A prefeitura de Capitólio também publicou, na tarde de ontem, um decreto com as mesmas restrições adotadas em Piumhi por conta do aumento no número de registros de covid-19. De acordo com o documento, os prestadores de serviços turísticos, bares e restaurantes com atendimento presencial, academias de ginástica ou musculação e clubes esportivos estão proibidos de funcionar por um período de três semanas, a contar a partir do próximo dia 6. A restrição também atinge bares e restaurantes flutuantes. No setor de hospedagem, reservas agendadas para depois do dia 15 de julho deverão ser remarcadas para datas futuras.

Você também vai ler neste artigo:

  • Ambulantes

Ambulantes

Em outro decreto municipal de Piumhi, foram suspensas as atividades de ambulantes que não residem, comprovadamente, no município. Na quinta-feira, 2, foi anunciada a intensificação da fiscalização, e a multa para o descumprimento do decreto é, atualmente, de três salários-mínimos.

De acordo com o coordenador do setor de fiscalização da Prefeitura de Piumhi, o advogado Davi Cândido, as últimas semanas foram um período de muitos problemas relacionados aos ambulantes.

Recebemos inúmeras denúncias por parte da Associação Comercial (ACE) e dos comerciantes locais, de que haviam ambulantes nas imediações dos seus estabelecimentos vendendo produtos semelhantes ao que eles vendem”, afirmou o advogado.

Dessa forma, Davi ressaltou que o objetivo de intensificar as fiscalizações é proteger o comércio local e defender as determinações do último decreto publicado. Para que seja efetivada essa ação, o coordenador destacou que será necessário que toda a população participe com denúncias.

Ligue no Disque Denúncia da fiscalização, no número (37) 9923-5100, e faça a denúncia, identificando onde esse ambulante está, e a fiscalização vai abordá-lo para tomar as medidas cabíveis”, disse ele.

O advogado também afirma que a proibição desses comerciantes é uma forma de precaução.

Não sabemos de onde eles vêm. Eles chegam e nem teste fazem, nem mesmo se submetem aos exames necessários. Temos esse cuidado de indicar todos aqueles que chegam de comarcas de risco, mas ninguém sabe onde eles vêm, então é muito importante a nossa participação neste momento”, ressaltou.