Destaques Saúde

Piumhi faz novo decreto e institui barreiras itinerantes

13 de janeiro de 2021

Foto: Divulgação

PIUMHI – A Prefeitura de Piumhi decretou novas medidas, na última segunda-feira, para tentar conter o aumento nos casos de covid-19 no município. O documento mantém a proibição de realização de festas, comemorações e afins em estabelecimentos públicos ou privados. Para outros setores de comércio e de serviços, o decreto define medidas de segurança e higiene, horários, limites de ocupação e protocolos de atendimento.

Segundo boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura na tarde desta terça-feira, o município já registrou 944 casos de infecção pelo novo coronavírus, 40 a mais que na última segunda-feira, e 15 óbitos. A administração institui barreiras sanitárias itinerantes, em caráter orientativo, que deverão ser instaladas nas principais entradas da cidade, com aferição de temperatura e realização de registro de dados do motorista e motivo da visita ao município.

A prefeitura também prevê que poderão ser adotadas, caso necessário, barreiras sanitárias, isolamento, quarentena e determinação de realização compulsória de exames médicos; testes laboratoriais; coleta de amostras clínicas; vacinação e outras medidas profiláticas; e/ou tratamentos médicos específicos e estudo, inquérito ou investigação epidemiológica.

Bares, restaurantes, trailers, lojas de conveniência e outros poderão manter o atendimento presencial até as 21h (de segunda a sábado), após o horário limite será permitido somente o funcionamento por delivery. Lanchonetes, sorveterias, supermercados, mercearias, açougues e padarias poderão funcionar até as 14h aos domingos e feriados.

O decreto proíbe a entrada de vendedores ambulantes no município, provenientes de outras cidades, e permite apenas ambulantes residentes em Piumhi, desde que respeitem todas as determinações de segurança para prevenção da contaminação à covid-19.

De acordo com o documento, a inobservância das medidas estabelecidas poderão acarretar no fechamento compulsório do estabelecimento. A determinação é que os infratores serão notificados apenas uma vez, de modo que a reiteração da desobediência pode resultar na suspensão imediata das atividades por 30 dias.

Segundo a administração, todos os estabelecimentos com funcionamento autorizado, constantes no decreto e na onda vermelha do “Plano Minas Consciente”, ficam obrigados a designar um funcionário para ficar na entrada do local, sendo responsável pela aplicação de álcool em gel 70% nos clientes, exigir a utilização de máscara e controlar o fluxo com base nas determinações de capacidade.

Ainda de acordo com o decreto, os estabelecimentos deverão seguir os protocolos sanitários específicos para cada atividade econômica, definidos pela Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Saúde, disponível no site prefeiturapiumhi.mg.gov.br. Eles também devem assinar um Termo de Compromisso em relação aos protocolos, na Associação Comercial de Piumhi.