Destaques Saúde

Piumhi chega a 9 casos de covid-19

19 de junho de 2020

Foto: Divulgação

PIUMHI – Nesta quarta-feira, 17, dois novos casos positivos de infecção por coronavírus foram confirmados em Piumhi, que chegou a nove registros. Até o dia 15, o município tinha cincoe confirmações.

De acordo com a Secretária de Saúde de Piumhi, Aline Barbosa, os números são preocupantes e o crescimento de casos é decorrente de dois motivos, principalmente, a flexibilização no comércio e a intensificação dos testes. Em entrevista concedida na última quarta-feira, Aline afirmou que o crescimento dos casos indica que as pessoas devem refletir a forma como está agindo no dia a dia.

Meu objetivo aqui não é que a população se desespere, mas que sejam cautelosos”, afirmou a secretária.

Que a gente não tenha que fazer como Patos de Minas, que está fechando tudo de novo hoje, por uma intervenção do Ministério Público. O Ministério Público comunicou agora que Belo Horizonte, após a flexibilização, aumentou em 46% os leitos de UTI ocupados. Belo Horizonte já está repensando em fechamento”, exemplificou.

Segundo a secretária, algumas pessoas com suspeitas de covid-19 estão resistentes a fazer o teste. Para Aline, essas pessoas serão notificadas e o caso será encaminhado ao Ministério Público. “Nós, juntamente com o departamento jurídico da Prefeitura, elaboramos uma notificação para essas pessoas estarem comparecendo na data certa e no dia certo da coleta”, afirmou.

Ela também afirmou que a normalidade ainda não retornou. “As ruas estavam como se tudo estivesse normal. E não está normal”, disse a secretária. “Esses são números para a gente parar e repensar o nosso dia a dia”. Aline ressaltou que, com a flexibilização, o risco de contaminação é maior.

Mas precisamos tomar os cuidados. A população usar máscara ao sair de casa, evitar aglomerações”, pediu ela.

Região

Na região, os casos confirmados de infecção por coronavírus já chegam a 139, de acordo com boletins divulgados por prefeituras e pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Em Pratápolis, o número de confirmações subiu de oito para 19 entre os dias 9 e 17 de junho.

O município ocupa o terceiro lugar entre as cidades com maior ocorrência, atrás de São Sebastião do Paraíso (24) e Passos (35). Em seguida aparecem Carmo do Rio Claro (11), Piumhi (9), São João Batista do Glória (6), Itaú de Minas (5), Ibiraci (5), Pimenta (4), São José da Barra (4), Guapé (3), Capetinga (2), Capitólio (2), Itamogi (2), São Tomás de Aquino (2), Alpinópolis (1), Delfinópolis (1), Doresópolis (1), Monte Santo de Minas (1), Nova Resende (1) e São Roque de Minas (1).

Ontem, a prefeitura de Guaranésia informou o primeiro óbito em decorrência da covid-19 no município. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três familiares mais próximos do paciente que morreu já foram convocados pela equipe de saúde. Dois deles colheram o material para realização de testes, sendo um positivo e o outro ainda aguarda a liberação do resultado.