Destaques Saúde

Passos tenta inibir ‘sommeliers da vacina’

Por Adriana Dias / Redação

5 de julho de 2021

Foto: Divulgação

PASSOS – A Secretaria Municipal de Saúde de Passos informou na sexta-feira, 2, à reportagem que não tem acatado os ‘sommeliers da vacina’ – como têm sido chamadas as pessoas que querem escolher qual imunizante tomar. Em vários municípios do país, algumas estão se negando a receber a dose de imunizantes conforme o cronograma por faixa etária, esperando por outra marca de vacina.

Conforme a Assessoria de Comunicação respondeu, em nome da chefe do Setor de Epidemiologia, Paula Fabiana Tavares Freitas Santos, infelizmente isso acontece nas Salas de Vacina.

Essa prática já está recorrente no Brasil todo, mas para tentar inibir isso, os postos de vacinação, e é o que Passos tem praticado, não divulgamos qual vacina está aplicando até o momento da própria vacinação ou quando os funcionários das unidades são perguntados sobre o assunto”, explicou Paula.

Ainda conforme a profissional, no momento da aplicação da vacina a população é informada sobre o laboratório da vacina, sobre possíveis reações e sobre a data para retorno caso o imunizante seja aplicado em duas doses. “Todas as vacinas administradas no Brasil, são seguras, eficazes e aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”, informou.

Com o intuito de evitar o cidadão “sommerlier da vacina”, aquele que adia a vacinação devido à marca do imunizante, a Prefeitura Municipal de Juruaia determinou que, as pessoas que se recusarem a receber a dose, serão redirecionadas ao fim da fila. Ainda que seja parte do grupo prioritário, as pessoas devem assinar um termo de responsabilidade.

Em nota, o Executivo de Juriaia destacou que os grupos são definidos pelo Governo Estadual.

A escolha de determinado imunizante para cada grupo de vacinação é feito pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), não sendo permitida pelo município a aplicação de imunizante diferente do determinado. A Secretaria de Saúde de Juruaia pede o apoio da população para que a campanha de imunização contra a covid-19 avance”, explicou.