Destaques Saúde

Passos tem o menor índice de testes anticovid por mil habitantes

Por Gabriella Alux / Redação

7 de julho de 2021

Foto: Divulgação

PASSOS – De acordo com um levantamento feito pelo Núcleo de Vigilância Sanitária (Nuvisa), Passos é a cidade da região com menor índice de testes para detectar a infecção pelo coronavírus por habitante. O Nuvisa é um órgão da Superintendência Regional de Saúde de Passos (SRS-Passos). Na cidade foram realizados 15.675 testes, com 6.035 resultados positivos. Doresópolis é o município com o maior índice de testagem por mil habitantes, seguido por Bom Jesus da Penha.

Segundo dados da SRS-Passos, Piumhi, com 16.070 testes, é o município com maior quantidade de procedimentos realizados. Em seguida, aparecem Passos, São Sebastião do Paraíso (13.898), Carmo do Rio Claro (6.659) e Itaú de Minas (6.015) no ranking de testes feitos. No índice de testes realizados em relação à cada mil habitantes, Doresópolis (873), Claraval (586), Piumhi (456) e Capitólio (403) são os municípios com os melhores índices na região. Segundo informações a SRS-Passos, os dados são consolidados e foram obtidos por meio de planilhas dos laboratórios que realizam os testes e se referem ao levantamento feito no final de junho.

É importante observar que a atualização dos dados é feita constantemente, assim como também há um atraso em relação ao número de casos confirmados e divulgados por boletins municipais, pois o preenchimento das planilhas com o resultado dos exames realizados por laboratórios e as informações das prefeituras não ocorrem de forma automática”, informa a assessoria de comunicação da SRS-Passos.

De acordo com o Nuvisa, a avaliação dos dados não é feita de forma absoluta devido às discrepâncias populacionais entre os municípios, mas, sim, pela quantidade de testagem por mil habitantes, para que haja alinhamento dessas diferenças. A secretária de Saúde de Passos, Priscila Soares Corrêa Faria, relata que o número informado de testes para detecção da covid-19 no município de Passos, por mil habitantes, é superior ao número informado, visto que o município, por meio da pasta, investiu e tem investido na realização de testes em pessoas sintomáticas para detecção precoce da doença.

Todas as unidades básicas de saúde, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e centro de covid possuem testes rápidos de antígenos para a realização em pessoas com sintomas suspeitos de covid. Esses dados são repassados para a Secretaria de Estado através da digitação dos casos sintomáticos. Como o município de Passos tem um grande volume de fichas a serem digitadas, os dados ficam desatualizados. Por isso, a atualização destes registro já está sendo resolvida”, explicou Priscila.

TESTES COVID-19


Internações por covid-19 diminuem na região

PASSOS – Desde o dia 29 de junho, o número de pessoas internadas na Enfermaria Covid-19 da Santa Casa de Passos diminuiu de 78% para 67%, o que representa seis pacientes a menos. Ontem, segundo boletim divulgado pelo hospital, 26 dos 45 leitos estavam ocupados com pacientes em tratamento para covid e quatro estavam interditados por motivo de isolamento de pacientes com suspeita da doença. Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 da Santa Casa, o índice de ocupação nos 50 leitos se mantém em 100% e, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, não havia pessoas aguardando por internação.

O diretor técnico da UPA, o médico Flávio Ferreira, conta que a situação da unidade acontece de forma dinâmica e que o aumento nos leitos disponíveis na Santa Casa melhora o fluxo de pacientes que saem da UPA.

Como os leitos de enfermarias da Santa Casa estão mais disponíveis, então todas as pessoas que chegam na unidade, conseguimos fazer a transferência para a Santa Casa. Todos os dias nós ainda temos pacientes, só que, pela diminuição da demanda, a saída de pacientes internados com covid-19 na unidade tem sido mais rápida, uma vez que o fluxo de encaminhamento para a Santa Casa está sendo mais eficiente”, declarou Ferreira.

Em São Sebastião do Paraíso, nos últimos sete dias, a taxa de ocupação nos leitos de UTI caiu de 100% para 75%, sendo cinco pessoas a menos internadas. A taxa de ocupação na enfermaria, de acordo com os boletins divulgados pela prefeitura, oscilou entre 51,06%, 42,55% e, até ontem, o índice era de 68,08% dos 47 leitos. Conforme a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Paraíso, o vice-prefeito Daniel Tales, que tem acompanhado de perto a evolução da covid-19 no município, medidas como a restrição à circulação de pessoas no período noturno e a vacinação estão entre os principais motivos que contribuíram na queda dos índices de ocupação de leitos.

O primeiro ponto é sobre a vacinação, que graças a Deus estamos conseguindo imunizar muitas pessoas e a quantidade de aplicações tem sido satisfatória, o que ajuda a reduzir os sintomas das pessoas que contraem a doença e não precisam ser internadas. A segunda razão da queda de internações é devido ao fato de termos mantido as restrições da circulação de pessoas à noite, até mesmo por mais tempo do que os outros municípios da macrorregião. Vejo que as pessoas que saem para bares e restaurantes, necessitam ficar sem máscara para beber e comer, o que faz com que a contaminação aumente, então as restrições foram muito úteis nesse sentido”, declarou Tales.

Na cidade de Cássia, os boletins da última semana apontam uma média de 35,8% de ocupação na UTI desde o dia 29 de junho. O número de pessoas internadas no município também diminuiu, considerando que, até o dia 14 de junho, todos os leitos do municípios estavam ocupados e, até a atualização de ontem, havia 45% de pessoas internadas no hospital local.

EVOLUÇÃO DA COVID-19 NA REGIÃO