Destaques Saúde

Passos registra 5ª morte e região tem 982 casos

25 de julho de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS – Passos registrou a quinta morte por covid-19. O óbito ocorreu na última terça-feira, 21, e o paciente era um idoso. O município, de acordo com boletim epidemiológico divulgado ontem pela prefeitura, atingiu 244 casos. Na região, já são 982 casos confirmados da doença e 21 óbitos, sendo cinco em Passos, quatro em Piumhi, três em Paraíso, três em Alpinópolis, dois em Capitólio, dois em Pratápolis, um em Carmo do Rio Claro e um em São Tomás de Aquino.

O que você também vai ler neste artigo:

  • Carmo

Em Monte Santo de Minas, a prefeitura divulga um óbito confirmado no município, desde a semana passada, mas o registro ainda não aparece no boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

Em Paraíso, o número de casos subiu de 133 para 142. De acordo com a prefeitura, a redução do isolamento social tem contribuído para aumentar a ocupação dos leitos de enfermaria e de UTIs no município. Até ontem, a taxa de ocupação na enfermaria covid era de 38,92% (18 pacientes) e na UTI covid o índice era de 30% (seis pacientes).

A Prefeitura de Pratápolis divulgou ontem que, nesta sexta-feira, foram realizados onze testes em pacientes sintomáticos para a covid-19, dos quais sete deram positivo, sendo seis pacientes da mesma família. Em Carmo do Rio Claro, de acordo com informações da prefeitura, um a Secretaria de Saúde confirmou mais um caso de covid-19 no município. O paciente, um homem de 68 anos, estava internado no Hospital São Vicente de Paulo e, devido ao quadro clínico, foi transferido para a Santa Casa de Passos.

Carmo

O prefeito de Carmo do Rio Claro, Tião Nara, suspendeu a realização dos testes rápidos que estavam sendo feitos através do inquérito epidemiológico no Município. Segundo a prefeitura, devido a dúvidas da população sobre os resultados dos testes aplicados, o prefeito solicitou que o trabalho fosse paralisado até que a Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg) ou a empresa responsável pelo projeto esclareçam o que pode ter ocorrido nos testes realizados na cidade. A Secretaria de Saúde esclarece que os testes adquiridos pelo município continuarão sendo realizados normalmente.