Destaques Saúde

Passos prepara hospital de campanha no Otto Krakauer

1 de abril de 2020

DCIM100MEDIADJI_0002.JPG

PASSOS – A Prefeitura de Passos está preparando, nas dependências do antigo Hospital Otto Krakauer, um hospital de campanha para atender os casos com suspeitas de coronavírus. A assinatura do termo de cessão entre a Fundação Beneficente São João da Escócia (FBSJE) e a administração municipal aconteceu no último dia 27.
De acordo com o presidente da FBSJE, o advogado Piassi Giovani, a entidade fez um termo de cessão de forma gratuita, até o dia 31 de dezembro de 2020, podendo ser reeditado o termo conforme a necessidade. O prefeito Carlos Renato Lima Reis assinou no dia 27 de março o decreto de número 1542 que prevê o recebimento do espaço para o uso da Secretaria Municipal de Saúde ao combate da pandemia do coronavírus.
Conforme explicou Giovani, a cessão foi feita sem custo e sem exigências, a não ser as de que preservem as instalações. “A Prefeitura vai fazer as adaptações necessárias. Não pedimos melhorias, porém, se o que for feito pela administração municipal for útil para a Fundação, podemos sim aproveitar para o plano de instalação do Centro de Especialidades Médicas, um projeto da FBSJE para um futuro próximo. E, com relação ao pedido feito pela Prefeitura, a fundação abraçou a ideia que veio do grupo de trabalho coletivo em função do combate a esta pandemia”, afirmou.
Pelo decreto, em função de Passos ter decretado situação de emergência em saúde e pela elevação dos números de casos suspeitos de covid-19 tanto no Estado de Minas quanto no Brasil. Também levando em conta a contaminação comunitária e vendo que Passos não tem leitos suficientes para atendimentos, foi feito o pedido.
Ainda conforme o documento, é de responsabilidade da Prefeitura o pagamento de água, energia elétrica e eventuais impostos durante o período. A PMP pode, pelo decreto, fazer adequações físicas e obras sem comunicar a Fundação, sendo depois, incorporada ao patrimônio da entidade.
A administração municipal ficou autorizada a fazer parcerias, desde que seja com atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e Sistema Único de Assistência Social (Suas).
Procurado pela reportagem o Secretário Municipal de Saúde, Antônio Donizete Lopes, disse que ainda não havia recebido o decreto, mas que sim, o espaço vai servir como um hospital de campanha.
Sobre parcerias para a realização dos trabalhos, Lopes informou que devem estudar com quais entidades serão feitas, mas não descartou de ser com a Santa Casa de Misericórdia de Passos.