Destaques Saúde

Passos, Itaú e Alpinópolis voltam para a onda amarela

8 de fevereiro de 2021

Os municípios mantêm a obrigatoriedade do uso de máscaras nas vias públicas e o cumprimento de protocolos de segurança. / Foto: Arquivo FM

PASSOS – As Prefeituras de Alpinópolis, Itaú de Minas e Passos divulgaram, na última semana, decretos aderindo à onda amarela do programa Minas Consciente. O primeiro município a adotar a medida foi Itaú de Minas, na quinta-feira, 4. Alpinópolis e Passos divulgaram na sexta-feira, 5, e os decretos entraram em vigor neste sábado, 6.


Você também pode gostar de:

De acordo com os documentos, em Alpinópolis e Passos estão proibidos festas e eventos que possam gerar aglomeração de pessoas. Já em Itaú de Minas, a proibição de eventos não é mencionada no decreto. O Artigo 3º do documento estabelece que “todas as atividades essenciais e não essenciais reguladas pelo Plano podem funcionar, desde que obedeçam às diretrizes do Protocolo Único, elaborado pelo Plano Minas Consciente”.

Os municípios mantêm a obrigatoriedade do uso de máscaras nas vias públicas e o cumprimento de protocolos de segurança determinados no programa do governo estadual para a retomada da economia. Estabelecimentos comerciais como supermercados, mercearias, lojas de conveniência, açougues, padarias, farmácias e similares devem obedecer aos limites de pessoas nos locais, calculados com base no número de caixas de pagamento.

Os estabelecimentos também ficam responsáveis em promover e implementar medidas e campanhas de conscientização à população e de enfrentamento à covid-19 nos locais de atendimento. Em Passos, está proibida a prática de jogos como sinuca, totó, baralho, futebol de mesa, dentre outros.

Em Alpinópolis, lanchonetes, sorveterias, bares, restaurantes e afins poderão funcionar até as 23 horas. Em Itaú de Minas e Passos, o horário de funcionamento é até meia-noite. Após os horários definidos nos decretos, os estabelecimentos devem funcionar apenas com o sistema delivery. O não cumprimento das medidas poderá gerar penalidades como notificações, multas e suspensão de alvará de funcionamento.

Além dos três municípios, outras cidades das microrregiões de Passos e de São Sebastião do Paraíso também retornaram para a onda amarela. Municípios que integram a microrregião de Piumhi decidiram permanecer na onda vermelha, a mais restritiva do programa.