Destaques Saúde

Passos encerra barreiras sanitárias

4 de julho de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS – A prefeitura de Passos encerra neste sábado, 4, o serviço de triagem realizado nas barreiras sanitárias localizadas nas avenidas Arlindo Figueiredo e Juca Stockler. De acordo com o diretor de saúde coletiva, Thiago Salum, as equipes que antes fiscalizavam as barreiras passam a integrar, de forma imediata, a Brigada de Enfrentamento ao Novo Coronavírus.
Ainda conforme Salum, durante os 45 dias de atividade, os 70 servidores presentes nas barreiras tiveram como objetivos primordiais a elaboração de um levantamento epidemiológico e o oferecimento de orientações aos motoristas que visitaram o município.

“O intuito das barreiras era realizar um levantamento de informações epidemiológicas, ou seja, qual a quantidade de pessoas advindas de outras cidades ou estados, qual a razão destas pessoas virem ao município e por quanto tempo ficam em nosso território. A partir destes dados, agora podemos monitorar como está a propagação de covid-19 também nesses locais e, a partir de então, identificar quais as melhores medidas a serem tomadas em Passos. Acreditamos que obtivemos informações suficientes, por esse motivo as barreiras estão sendo extintas, e agora focaremos em ações voltadas diretamente aos nossos munícipes”, explicou o diretor.

Os resultados do levantamento não foram divulgados até o encerramento desta edição, porém, de modo preliminar, Thiago Salum informou que, entre os motoristas que passaram pela barreira, a grande maioria vem dos municípios de Itaú de Minas, Cássia, Pratápolis, Belo Horizonte, Franca (SP) e Ribeirão Preto (SP).

Notamos que muitas pessoas vêm de Ribeirão Preto e Franca, tanto para questões de trabalho quanto para visitar familiares. Neste caso, se ficarmos atentos apenas às diretrizes do governo de Minas, que focam somente em Minas Gerais, não teremos resultados tão efetivos, uma vez que a nossa ligação com o Estado de São Paulo também é muito grande”, completou Salum.

Com o fim dos estudos epidemiológicos e sabendo que a covid-19 tem circulado de forma comunitária (quando a transmissão ocorre entre a população de uma mesma localidade, sem que um paciente infectado tenha viajado para outro território), o trabalho agora será voltado à comunidade passense.

Sabemos que o vírus não tem mais uma transmissão importada, mas sim, comunitária. Então achamos que interromper o trabalho nas barreiras e realizar outros tipos de ações, junto à população, seria mais efetivo. Nós recebemos uma enorme quantidade de máscaras para distribuição, e também tentaremos orientar a todos quanto às questões da quarentena e do isolamento social, para que a adesão seja maior. Com o vírus instalado aqui, temos que orientar cada vez mais a nossa população, pois muitos ainda interpretam que está tudo normal, como se nada estivesse acontecendo”, encerrou Salum.

O que você também vai ler neste artigo:

  • Ações orientativas

Ações orientativas

A primeira ação dos servidores que passaram das barreiras sanitárias para a Brigada de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, será a distribuição, neste sábado, 4, e no domingo, 5, de máscaras na feira municipal. Os integrantes da brigada também vão orientar os presentes em relação ao vírus e ao uso das máscaras. Já a partir de segunda-feira, 6, a distribuição e orientação devem ocorrer na avenida Arouca.