Destaques Saúde

Passos e Piumhi devem deixar onda roxa e voltar à vermelha

Por Beatriz Silva / Redação

15 de abril de 2021

Zema adiantou à imprensa que haverá mudança em praticamente todas as regiões do estado. / Foto: Divulgação

PASSOS – O Comitê Estadual de Enfrentamento da Covid-19 se reuniu, na tarde de ontem, para definir a evolução de regiões no Minas Consciente, programa do governo do estado para a retomada da economia. Na ocasião, foram analisados dados epidemiológicos das regiões e o resultado deve ser apresentado nesta quinta-feira pelo governo mineiro.

Ainda na quarta-feira, 14, o governador Romeu Zema adiantou à imprensa que haverá mudança em praticamente todas as regiões do estado. Entre as áreas que podem regredir à onda vermelha pode estar o Sul de Minas e as microrregiões de Passos e Piumhi.

Na semana passada, o governo estadual determinou que as microrregiões de Guaxupé e São Sebastião do Paraíso poderiam voltar à onda vermelha. Em Paraíso, a prefeitura anunciou o retorno na noite da última sexta-feira e o município saiu da onda roxa na segunda-feira, 12, o que possibilitou o funcionamento de comércio e serviços considerados não essenciais, como atrativos culturais, naturais, hotéis, atividades esportivas e eventos até 30 pessoas.

No município de Passos, a expectativa de retorno para onda vermelha tem animado os empresários do segmento de academias e profissionais de educação física, que pedem a reabertura desde a adoção da onda roxa no estado. Douglas Bernardes Lemos, que atua no ramo de academias, afirma que tem sido constantemente questionado sobre a possível retomada das atividades.

A expectativa é alta, muitos alunos nos ligam perguntando quando poderão voltar. Existe uma enorme diferença entre os treinos em casa e os realizados com equipamentos apropriados, a intensidade é outra. Contar com profissionais capacitados para oferecer orientação também faz com que a retomada seja muito requisitada”, disse.

Henrique de Amorim, empresário responsável por uma academia em Passos, também afirma que tem aguardado as novas determinações do Minas Consciente.

Esperamos voltar às atividades assim que a microrregião de Passos progredir à onda vermelha, entendendo a importância da prática esportiva para a redução dos impactos da covid-19 e a baixa taxa de transmissibilidade dentro das academias de ginástica, voltaremos atendendo todas as orientações sanitárias determinadas pela Secretaria de Estado de Saúde”, disse.

Na última terça-feira, 13, o estabelecimento de Amorim esteve entre as academias abertas que foram abordadas pela Polícia Militar. Segundo o empresário, a reabertura de alguns estabelecimentos é decorrente de falta de informações precisas no último decreto municipal.

Na semana passada, representantes de academias e demais profissionais de educação física foram convidados a comparecer em uma reunião junto ao prefeito Diego Oliveira. Ele sinalizou que um novo decreto autorizaria a reabertura das academias, no entanto, acabou privilegiando alguns segmentos comerciais e não citou os estabelecimentos voltados aos exercícios físicos. O prefeito ainda disse que um novo decreto seria assinado, mas o mesmo não ocorreu. Então, devido à falta de clareza no decreto vigente, naquele momento, optamos pela reabertura”, disse.

Ainda sobre a abordagem da PM nas academias, Amorim afirma que a ação foi resultado de orientação do Ministério Público (MP).

Assinamos um termo e fechamos dali em diante. Em paralelo, já havíamos enviado 11 artigos técnicos e científicos ao MP, os quais comprovam as vantagens da prática da atividade física neste momento pandêmico. O que se percebe é que a maioria das imposições decretadas têm sido definidas de forma empírica”, afirma ele.