Destaques Saúde

Passos começa vacinação para acamados com 80 anos ou mais

Por Gabriella Alux/ Especial

3 de março de 2021

Em Passos, há, no total, 2.931 idosos nesta faixa etária, aproximadamente. / Foto: Agência Brasil

PASSOS – A Prefeitura de Passos, por meio da Secretaria de Saúde, informa que as pessoas com mais de 80 anos e que vivem acamadas devem ser cadastradas, a partir desta quarta-feira, 3, nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF). A imunização deve ser feita na residência dos idosos. Os não acamados, acima de 85 anos, serão vacinados com a 1ª dose da vacina contra a covid nos postos de PSF.


Você também pode gostar de: Prefeitura e Bombeiros fazem operação contra incêndios

De acordo com Paula Fabiana Tavares Freitas Santos, enfermeira coordenadora da Vigilância Epidemiológica, a cidade recebeu, na última terça-feira, 1.190 doses do medicamento.

Essas vacinas são destinadas para a 1ª dose dos idosos de 80 a 89 anos de idade. A população geral da faixa etária de 80 a 89 anos e de aproximadamente 2.330 idosos. E a população de acamados nesta mesma faixa etária é de aproximadamente 601 idosos. Todos que forem vacinados, após receberem a 1ª dose, já terão o agendamento da 2ª realizado”, disse Paula.

Conforme orientações da Secretaria do Estado de Minas Gerais, 100% dos idosos entre 85 a 89 anos devem receber esta primeira dose e 24% dos idosos entre 80 a 84 anos também irão receber a vacina. Segundo Paula, os idosos acamados vão receber a vacina em seus domicílios pela equipe da atenção básica (PSF).

Os idosos que possuem condições de procurar as salas de vacinas, serão vacinados nos locais. As salas de vacinas disponíveis e os telefones para contato, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h, são no PSF Coimbras, II (35) 3526-5317; PSF Penha, (35) 3522-7151; e PSF Planalto, (35) 98832-2797. Para cadastrar ou entrar em contato com o PSF CSU, o telefone é (35) 3522-7132, e, no São Lucas, o número é (35) 3522-7177. O horário de funcionamento é das 8h às 12h e das 12h às 16h. O PSF Jardim Canadá está em funcionamento apenas das 8h às 12h e é possível contatá-lo pelos telefones (35) 3522-6416 e 3526-7151. No momento, o PSF Coimbras I está temporariamente fechado.


Prefeitura de Paraíso inicia mais uma etapa da vacinação contra a covid-19

Nesta fase, serão vacinados idosos de 83 a 89 anos e pessoas acamadas acima de 80 anos. / Foto: Divulgação

S. S. PARAÍSO – A Vigilância em Saúde deu início ontem, 2, a mais uma etapa do programa de vacinação contra a covid-19 em São Sebastião do Paraíso. Nesta fase, serão vacinados idosos de 83 a 89 anos e pessoas acamadas acima de 80 anos. A prefeitura reforça a necessidade de cadastro nas Unidades de Saúde da Família (USF) para poderem receber as duas doses da vacina.

De acordo com o prefeito Marcelo Morais, a Superintendência Regional de Saúde de Passos (SRS) destinou para o município 1.030 doses da vacina. Ele reforçou que, ao contrário do que tem sido informado, o município está atrasado em relação à vacinação porque tem demorado chegar as doses para dar andamento aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Estamos fazendo o que preconiza a legislação e aquilo que a Regional de Saúde tem nos orientado. Os demais idosos serão vacinados conforme forem chegando as doses”, destacou.

Conforme explicou o vice-prefeito, Daniel Tales, essas 1.030 doses que estão sendo destinadas para o município serão para a primeira aplicação nas pessoas com idade entre 83 e 89 anos e acamados acima de 80 anos, sendo metade da AstraZeneca e a outra metade da Coronavac.

Precisamos que as pessoas estejam cadastradas no Sistema Único de Saúde de Paraíso, do contrário não é possível que a prefeitura consiga descobrir quem são essas pessoas que precisam ser vacinadas”, ressalta.

Assim como foi realizado com as pessoas acima de 90 anos, esta vacinação também será domiciliar. O mesmo procedimento será adotado para moradores da zona rural, que precisam ter o cadastro no SUS junto ao município.

Enfrentamos algumas dificuldades em relação à vacinação desse público, já que havia a dificuldade de localizá-los ou até mesmo quem não tinham o cadastro. Os moradores de zona rural devem procurar o ambulatório para realizar esse cadastro”, finalizou.