Destaques Saúde

Paraíso permanece na onda amarela do ‘Minas Consciente’

29 de dezembro de 2020

Foto: Divulgação

S.S. PARAÍSO – Diferente do que foi noticiado por alguns veículos de imprensa na última semana, a Secretaria de Saúde de São Sebastião do Paraíso informou que o município não regrediu para a Onda Vermelha do Programa Minas Consciente, que orienta as atividades econômicas nas cidades do Estado de acordo com a sua situação frente à pandemia do novo coronavírus.


Você também pode gostar de:

Marinha realiza ‘Operação Verão 2020/2021’ na região

Em nota divulgada em suas redes sociais na noite de sábado, 26, a Prefeitura informou que “apesar da região sudoeste ter regredido para a onda vermelha, o município de São Sebastião do Paraíso permanecerá na Onda Amarela até nova análise dos números locais da covid-19”.

No entanto, o Poder Executivo reforçou que o momento requer atenção redobrada, sobretudo por causa das festividades de final de ano. A publicação ainda apontou medidas que devem ser tomadas pela população para evitar que a doença atinja ainda mais pessoas no município. Três pessoas morreram por causa da covid-19 apenas na última semana.

De acordo com o boletim divulgado naquela tarde, Paraíso contabiliza 1643 casos confirmados da doença, sendo que 46 pessoas já morreram por complicações da covid-19 desde o início da pandemia, em março. Atualmente, 85 pessoas infectadas estão em isolamento domiciliar e seis permanecem internadas na enfermaria ou na UTI da Santa Casa. Além disso, 1506 pessoas já se recuperaram.

Há ainda 336 pessoas que apresentaram sintomas semelhantes da doença, mas que não foram submetidas ao exame de covid. Elas estão isoladas em suas residências e são acompanhadas pela Secretaria de Saúde. Também segundo o levantamento, há 822 casos descartados após realização de exames laboratoriais, incluindo 37 óbitos.

Em relação à ocupação da ala covid da Santa Casa, 19 casos confirmados ou suspeitos da doença estão internados no hospital, sendo 15 na enfermaria (dez munícipes) e quatro na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo um morador de Paraíso e três de outras cidades da microrregião. As taxas de ocupação dos leitos são de 32% e 20%, respectivamente.

A região sudoeste se juntou a outras sete áreas de Minas Gerais na onda vermelha do programa. A medida foi anunciada no dia 23 pelo Comitê Extraordinário Covid-19. Com esta classificação mais restritiva do plano é permitido apenas o funcionamento de serviços essenciais como farmácias, supermercados, padarias e bancos. As mudanças são válidas por uma semana a contar do último final de semana.