Destaques Saúde

Paraíso chega a 100 óbitos e prefeito pede apoio de comerciantes

12 de março de 2021

Foto: Divulgação

S. S. PARAÍSO – São Sebastião do Paraíso, atingiu, nesta quinta-feira, 100 óbitos em decorrência da covid-19. Segundo boletim divulgado pela prefeitura do município, são 2.951 casos confirmados na cidade, sendo 2.810 recuperados, 196 casos monitorados, 25 em isolamento domiciliar e 100 mortes. Na tarde de ontem, o prefeito de Paraíso, Marcelo Morais, se reuniu com representantes de bares e restaurantes para explicar a situação envolvendo a saúde no município referente à pandemia da covid-19.


Você também pode gostar de: Casos de dengue têm queda de 50% na região 

O prefeito Marcelo Morais destacou as intenções do governo do Estado em enviar pacientes de outras regiões para atendimento na Santa Casa, passando automaticamente Paraíso para a “onda vermelha” e, posteriormente, a “roxa” do programa Minas Consciente. O prefeito tem se posicionado contrário a estas propostas do Governo e ressaltou que, se o comerciante não ajudar o município, será necessário fechar tudo.

Durante a reunião, o prefeito apresentou gráfico mostrando que os números no município estão controlados, graças às ações duras tomadas pela prefeitura. Morais pediu apoio aos comerciantes, para que a situação não se agrave e prejudique a todos. Ele anunciou, ainda, que também se reunirá com representantes de mercados, bancos e casas lotéricas para fazer o mesmo apelo: “que a população ajude a municipalidade nas ações que estão sendo tomadas no enfrentamento à covid-19”.

De acordo com o prefeito, não adianta os setores do comércio exigirem ações da administração e não fazerem a sua parte.

Nós estamos fazendo aquilo que precisa ser feito, preconizando com o Estado novos leitos, mostrando a nossa realidade, mas a população precisa nos ajudar. Estou fazendo um apelo para que ninguém precise sair do ramo e me culpe por isso. Estamos sendo claros: ou todo mundo nos ajuda, ou virá ‘onda roxa’ de cima para baixo e eu não vou conseguir segurar. Então, todos precisam ter ciência e consciência do que está acontecendo”, completou.

A prefeitura tem fiscalizado o comércio e o funcionamento dos bares e restaurantes que podem manter suas portas abertas até a meia-noite, respeitando todos os protocolos sanitários relacionados à pandemia. Também está notificando donos de chácaras que estão promovendo eventos com aglomeração de pessoas. Boletins de ocorrência foram lavrados nos últimos dias contra aqueles que estão desrespeitando o atual decreto municipal.