Destaques Saúde

Paraíso adota toque de recolher por uma semana

20 de Maio de 2021

Prefeitura adota medidas mais duras diante do aumento no número de casos e óbitos. / Foto: Divulgação

S. S. PARAÍSO – O prefeito Marcelo Morais reuniu-se na tarde de ontem com representantes do Comitê Municipal Extraordinário para Combate à Covid-19 e membros da Secretaria Municipal de Saúde para tratar da situação da pandemia no município que, nas últimas semanas, teve os números de novos casos e óbitos aumentados.

Diante da nova situação preocupante, a restrição de circulação de pessoas (toque de recolher) das 20h às 5h volta a ser adotado na cidade a partir desta quinta-feira (20) e por sete dias. O comércio poderá funcionar até as 20h, porém, o sistema de delivery não poderá acontecer após este horário.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa, junto com a participação de vereadores, no Teatro Municipal Sebastião Furlan. Um novo decreto estabelecendo as regras será emitido nesta quinta-feira.

Nós estamos tomando a decisão hoje para que o município não volte para a onda vermelha e, depois, para a roxa dentro do programa Minas Consciente do Governo do Estado”, disse o prefeito, alertando a todos que, a partir de agora, não terá mais conversa e nem notificação a quem não estiver cumprindo os protocolos sanitários, como uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social.

Nós vamos chegar e fechar e, no caso das pessoas que desrespeitarem as medidas, elas serão encaminhadas para a Polícia Civil e responderão judicialmente”, afirmou Marcelo. “Vai depender da população se a cidade vai fechar ou não a partir da próxima quarta-feira em sistema de lockdown, incluindo bancos, lotéricas, fábricas e comércio”, pontuou.

De acordo com as explicações do prefeito, estudos foram realizados desde o início do ano apontando o grau de letalidade diária da doença no município e o fluxo de transmissão do vírus a partir do início de abril. Os gráficos demonstram um crescimento nos números de atendimento, tanto no Centro Covid (antes média de 40 pessoas/dia e hoje 120), como na ocupação dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital da Santa Casa (que chegou a bater 110% e hoje está com 85%).

Pode ser que a nova variante do vírus esteja circulando na cidade de forma contundente e há um crescimento de casos muito forte verificado nós últimos 30 dias”, informou Marcelo que, também, salientou a postura de municípios vizinhos que estão mandando pacientes para atendimento de Covid na cidade.

Eu comecei a compartilhar com as pessoas o que elas mesmas estão fazendo diante da pandemia, inclusive no quesito aglomerações e festas clandestinas”, reforçou Marcelo.

Outros dados foram apontados na reunião, sendo um pela Vigilância em Saúde referente à emissão de 160 multas e 200 autuações a pessoas que foram notificadas com suspeita de Covid, ou até casos confirmados, e que não estavam em isolamento em suas residências. O outro dado foi apresentado pelo diretor clínico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Augusto Pena Crespo, informando que os jovens são, atualmente, o perfil epidemiológico dos pacientes atendidos no Centro Covid.

São Sebastião do Paraíso registrou até dia 18, terça-feira, 180 óbitos confirmados por Covid, 4.123 casos e 12.931 notificações. A taxa de ocupação dos 47 leitos na enfermaria do Centro Covid (Vila Santa Maria) estava em 78,72% e nos 20 leitos da UTI Covid do hospital da Santa Casa estava em 85%. A maior parte dos casos positivos está na faixa etária dos 20 a 40 anos e dos óbitos em pessoas acima de 80 anos. Os cinco bairros com maior número de casos positivos de Covid são o centro da cidade, Jardim Europa, Vila Formosa, Parque São Judas Tadeu e Lagoinha.