Destaques Saúde

Mulheres têm mais possibilidade de ter esclerose múltipla

30 de Maio de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – Hoje é comemorado o Dia Mundial da Esclerose Múltipla (EM), doença neurológica, crônica e autoimune, causada pelas células de defesa do organismo que atacam o próprio sistema nervoso central, provocando lesões cerebrais e medulares. De acordo com a Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (Abem) estima-se que, atualmente, 35 mil brasileiros entre 20 e 31 anos, a maioria mulheres, sofram desse mal. No mundo, a doença atinge cerca de 2,3 milhões de pessoas.

O neurologista e neurocirurgião da Santa Casa de Passos, Marcos Antônio de Oliveira, comentou que na cidade há muitas pessoas que fazem tratamento de EM, mas não soube precisar a quantidade.

Temos vários profissionais médicos da área nem Passos, então é difícil ter um número até mesmo por aproximação. Atendemos pacientes também de várias cidades da região, mas Belo Horizonte é o município referência da doença”, ressaltou.

O neurologista disse que, embora a causa da doença ainda seja desconhecida, a EM tem sido foco de muitos estudos no mundo todo, o que têm possibilitado uma constante e significativa evolução na qualidade de vida dos pacientes, geralmente jovens, em especial mulheres de 20 a 40 anos.

É bom deixar bem claro que esse mal não é mental, contagioso, suscetível de prevenção e não tem cura. Seu tratamento consiste em atenuar os afeitos e desacelerar a progressão da
doença”, frisou.