Destaques Saúde

Morte de passense é reconhecida como acidente de trabalho

20 de agosto de 2021

Foto: Divulgação

Uma decisão judicial em Passos, reconheceu a morte de um trabalhador por covid-19 como acidente de trabalho. A sentença publicada nesta semana, pelo juiz Victor Luiz Berto Salomé Dutra da Silva, da 1ª Vara do Trabalho da cidade, condenou a empresa, do ramo da construção civil, a pagar a viúva e filhos, o valor de R$ 222 mil em indenização por danos materiais e mais R$ 105 mil referentes aos danos morais sofridos, tendo por base o seu salário.

O homem, de 44 anos e com comorbidades, testou positivo em maio de 2020 para doença, após realizar uma viagem a trabalho em Uberaba, onde a contaminação estava mais rigorosa na época. Segundo o magistrado, sua decisão foi fundamentada nos dados estatísticos epidemiológicos oficiais da cidade localizada no Triângulo Mineiro.

Ainda de acordo com o juiz, mesmo que a área de trabalho do falecido não tenha sido interrompida pela pandemia, a empresa não observou as comorbidades do seu funcionário e consequentemente, não respeitou as normas do Ministério da Saúde.

Este é o segundo caso de morte por coronavírus reconhecido como acidente de trabalho em Minas Gerais. O primeiro deles foi aceito na Comarca de Três Corações.