Destaques Saúde

Hospital Unimed realiza neurocirurgia em Passos com tecnologias inovadoras

14 de outubro de 2020

Na cirurgia, foram utilizados novos recursos tecnológicos, como o neuronavegador, a monitorização eletrofisiológica e um microscópio cirúrgico. / Foto: Divulgação

PASSOS – O Hospital Unimed em Passos realizou, no dia 8 de outubro, uma neurocirurgia para a retirada de um tumor em um paciente de 63 anos. O procedimento contou com o uso de tecnologias de ponta, como um neuronavegador, a monitorização eletrofisiológica e um microscópio cirúrgico, que são fundamentais e podem evitar sequelas em casos complexos. De acordo com o neurocirurgião Nícollas Nunes Rabelo, estes equipamentos colaboraram para a recuperação mais rápida do paciente, já que com o uso deles é possível fazer uma cirurgia minimamente invasiva, preservando as funções nobres do paciente e com possibilidade de alta hospitalar em menos de 48 horas.

A monitorização eletrofisiológica intraoperatória é um método que possibilita monitorar as funções neuronais durante a cirurgia, utilizando recursos como a eletroencefalografia, eletromiografia, eletrocorticografia, por exemplo, para acompanhar a integridade de estruturas neurais específicas em procedimentos que possam colocá-las em risco, fazendo monitorização eletrofisiológica em tempo real. Pode também ser usada como uma ferramenta de integridade funcional em situações em que há distorção da anatomia.

Em síntese, o objetivo é reduzir o risco de lesão ao sistema nervoso, bem como colaborar na orientação do cirurgião e do anestesista. Utilizamos também, o neuronavegador, que funciona como um GPS e possibilita a localização da lesão ou de áreas que o neurocirurgião precise acessar, com segurança e precisão. O modelo do microscópio cirúrgico adquirido pelo Hospital está entre os mais modernos do mundo, com imagem precisa e lentes especiais que facilitam a identificação dos tumores cerebrais ou de coluna com acerto e precisão muito mais eficazes, além de melhor identificação das artérias e veias”, detalhou.

O paciente chegou até o Serviço de Neurocirurgia do Hospital Unimed depois de uma emergência com suspeita de Acidente Vascular Cerebral Isquêmico. Após exames, constatou-se que se tratava de um tumor profundo com aspecto maligno, localizado no lado esquerdo do cérebro, ou seja lado dominante, com 5 cm de profundidade, o que fez com que a equipe se mobilizasse para realizar a delicada cirurgia. Fizeram parte da cirurgia os neurocirurgiões Nícollas Nunes Rabelo e Marcos Antônio de Oliveira, o anestesiologista Renato Piantino, além da equipe de enfermagem e técnicas de enfermagem do Bloco Cirúrgico do Hospital Unimed.

Após a cirurgia, o paciente foi encaminhado para a UTI do hospital e no dia 09 de outubro apresentava quadro clínico satisfatório, tendo recebido alta no sábado, dia 10. O tumor estava localizado próximo às áreas que comandam a coordenação motora e, após a cirurgia, foi verificado que o paciente não apresentou déficit e iniciará tratamento oncológico breve.