Destaques Saúde

Em Passos, 0,5% dos vacinados apresentaram efeitos colaterais leves

Por Nathália Araújo / Redação

1 de fevereiro de 2021

Foto: Agência Brasil

PASSOS – Após o início da primeira etapa de vacinação contra o novo coronavírus para trabalhadores da saúde e idosos em abrigos, em Passos, oito pessoas apresentaram efeitos colaterais ao imunizante, sendo que todos os eventos foram classificados como leves, incluindo cefaleia, diarreia e dor local. Conforme nota divulgada pelo Centro Americano de Controle e Prevenção de Doenças, as condições adversas indicam que o corpo recebeu a substância e passou a ativar o sistema imunológico de modo que melhore a defesa contra o patógeno.


Você também pode gostar de:

De acordo com Paula Fabiana Tavares Freitas, coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura Municipal de Passos, todos os casos que apresentarem efeitos colaterais devem ser notificados, considerando os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Deste modo, os relatórios serão apresentados aos responsáveis pela Superintendência Regional de Saúde de Passos (SRE-Passos), para que seja possível repassar as devidas orientações a serem seguidas.

Toda e qualquer reação deve ser registrada em uma unidade de saúde local e, posteriormente, encaminhada para a vigilância epidemiológica. A procura pela vacina está bem alta, mas seguimos todas as normas, criteriosamente. Para os profissionais da saúde que ainda não receberam a primeira dose, o município tem trabalhado com logísticas eficientes e sem aglomerações para que estes recebam o imunizante, o mais breve possível. Aqueles que apresentarem reações inesperadas devem procurar por atendimento médico, posto que as dúvidas também devem ser esclarecidas”, destacou a profissional.

O primeiro carregamento recebido na região contou com doses da Coronavac, imunizante desenvolvido pela empresa chinesa Sinovac e fabricado e distribuída no Brasil pelo Instituto Butantan. Em relação ao percentual de vacinados que apresentaram efeitos colaterais, a fundação divulgou uma pesquisa indicando que, entre 9 mil voluntários que receberam a vacina, cerca de 600 (40%) apresentaram dor no local em que a injeção foi aplicada, sendo que outras 450 pessoas (5%), também registraram inchaço.

A previsão da SRS-Passos é que a próxima remessa de vacinas seja disponibilizada para os municípios nesta segunda-feira, 01, visto que também serão recebidas as doses do imunizante desenvolvida pela AstraZeneca, em parceria com Oxford, e distribuídas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Neste caso, as pesquisas divulgadas mostram que cerca de 80% dos 522 voluntários também apresentaram condições adversas como dor e inchaço.

Ao todo, 1156 pessoas já foram vacinadas em Passos, sendo 434 na Santa Casa de Misericórdia, 150 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), 120 no hospital São José, 34 no setor de saúde mental (sendo 19 moradores de residência terapêutica), 178 no Lar São Vicente de Paulo (95 residentes no local), 24 no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e, ainda, 9 profissionais da Vigilância Epidemiológica.