Destaques Saúde

Donos de academias protestam pela reabertura do setor em Passos

12 de abril de 2021

O grupo espera que as atividades devem voltar a funcionar na próxima semana. / Foto: Divulgação

PASSOS – Representantes de academias e profissionais de educação física protestaram em frente à prefeitura de Passos, na última sexta-feira, para pedir a volta do funcionamento do setor. Eles alegam que as empresas adotam procedimentos de limpeza, medidas de segurança para evitar a transmissão de covid-19 e que a atividade não pode ser categorizada como lazer, já que exercícios físicos ajudam no combate a ocorrências como ataques cardíacos, níveis inadequados de colesterol e doenças como depressão e ansiedade.

Após a manifestação, um grupo de pessoas que atuam no segmento se reuniu com o prefeito Diego Oliveira. De acordo com o último decreto editado pela prefeitura, as academias devem permanecer fechadas. A administração informa que reconhece a importância das atividades físicas e estuda uma forma segura para a volta do setor.

Fizemos essa manifestação pois, justamente nós, que somos um dos poucos segmentos com dados efetivos no combate à covid-19, que comprovadamente traz benefícios para a população”, afirma o empresário do setor de academias Marcelo Henrique de Amorim Abreu. Segundo ele, o prefeito teria afirmado ao grupo que as atividades devem voltar a funcionar na próxima semana.

Para o empresário Douglas Bernardes Lemos, dono de academia, as restrições no funcionamento têm causado uma situação complicada para setor, que teve as atividades suspensas por cerca de cinco meses em 2020 e já acumula mais de 30 dias parados neste ano.

Primeiro disseram que poderíamos voltar a trabalhar no dia 1º de abril, depois no dia 4, estávamos ainda esperando a volta para o dia 11 e disseram que não vamos voltar, isso não é bom para ninguém, nem para as empresas nem para a população”, afirma. Segundo Lemos, as atividades físicas atuam no combate a transtornos causados pela pandemia.

As pessoas estão trancadas dentro de casa, com pensamentos ruins, depressivos, é muito ruim isso. Atividades físicas são recomendadas por médicos por diversos fatores, liberação de serotonina, dopamina, que promovem a sensação de bem-estar. Além disso, combate doenças do coração, infartos, pressão alta, triglicerídios. É essencial para a saúde”, aponta o empresário.

Precisamos trabalhar. Graças a Deus, na minha casa não está faltando nada, contudo, minha empresa está no vermelho. Esse abre e fecha gera insegurança, alunos não fecham planos, desanimam, saem. Temos que começar do zero quando isso acontece”. Disse. Lemos também afirma que precisou dispensar, desde o início da pandemia, oito funcionários.

O comerciante Gilberto Silveira Batista, praticante de atividades físicas, que interrompeu os exercícios por conta do fechamento das academias, afirma que tem sentido falta.

Eu malhava quase duas horas por dia, agora estou parado e até mesmo engordando um pouquinho. Mas temos que conformar e ficar em casa. Contudo, se as academias voltarem na próxima semana, estarei lá na mesma hora. E mesmo sem ter me vacinado me sinto seguro de me exercitar, pois uso máscara, evito aglomerações, pratico distanciamento social. As atividades nas academias têm sido agendadas, sem muita gente nos locais, então não vejo problema”, disse.