Destaques Saúde

Cresce o número de casos de covid-19 em Itaú de Minas

31 de dezembro de 2020

Foto: Divulgação

ITAÚ DE MINAS – Segundo o boletim epidemiológico divulgado na tarde da última terça-feira, 29, pela Prefeitura de Itaú de Minas, o município já havia registrado 527 casos positivos de covid-19. Desse total, 473 estão recuperados, 49 estão em isolamento e cinco morreram. O município, que se encontra na Onda Amarela do programa Minas Consciente, teve um aumento de 65 casos de covid-19 na última semana. A taxa de incidência de casos em Itaú cresceu 14% na última semana e cerca de 4,5% entre os dias 28 e 29.


Você também pode gostar de:

SRS Passos alerta para risco de falta de soro antirrábico

Na região, segundo informações dos boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES), o número de casos passou de 7.153, no dia 23 de dezembro, para 7.801, nesta quarta-feira. O número de óbitos aumentou de 172 para 183, no mesmo período. Itamogi, com quatro novas mortes, foi o município com o maior aumento, seguido por São Sebastião do Paraíso (que foi de 43 para 46). De acordo com Braiane Marcelle Lemos, coordenadora de Epidemiologia da prefeitura, o município tem adotado medidas de prevenção desde o início da pandemia do novo coronavírus.

Diversas medidas têm sido tomadas em nosso município. O Centro de Atendimento contra Covid-19 está aberto para toda a população, com pronto atendimento e uma equipe específica para o combate deste vírus e auxílio de todos. Os casos de isolamento por suspeita ou que testaram positivo são acompanhados e todos com alertas de procedimentos. Além disso, equipes de fiscalização foram às ruas também. E alertas diários e educacionais de como proceder durante a pandemia, boletins diários são publicados nas redes sociais da própria Prefeitura Municipal de Itaú de Minas”, disse.

Ainda de acordo com Braiane, o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Covid-19, de Itaú, mesmo com o aumento de casos, optou por manter o município na Onda Amarela.

O Comitê deliberou por manter o município na onda amarela, seguindo a microrregião Passos-Cássia, já que as aglomerações e o desrespeito às orientações sanitárias têm ocorrido massivamente no âmbito doméstico e não nos setores produtivos da economia local. Assim, a regressão, pelo menos nesse momento, não representaria medida eficaz do ponto de vista epidemiológico”, afirmou a coordenadora.

Apesar da decisão tomada pelo comitê, o prefeito Ronilton Gomes Cintra afirma que existe, sim, a possibilidade de regressão para a Onda Vermelha.

Existe a possibilidade, dependendo dos índices locais. Tudo pode acontecer. Temos tomado nossas decisões com responsabilidade, buscando sempre um ponto de equilíbrio, mas sempre priorizando a qualidade de vida do nosso povo”, disse.

Confira o painel da covid-19 na região – Clique Aqui