Destaques Saúde

“Corredor do Carinho” espalha amor pelo Hospital Unimed

19 de junho de 2021

Profissionais de saúde do Hospital Unimed agradecem a manifestação de carinho enviada pelas crianças e adolescentes do Colégio Del Rey e Associação Espírita Cáritas:/ Divulgação

Depois de vivenciar a angústia de ter a mãe internada com covid-19, Isaac Zolini, aluno do 6º ano do Colégio Del Rey em Passos, não exitou em deixar toda sua gratidão registrada em uma carta para os profissionais de saúde do Hospital Unimed.

“Gostaria de agradecer do fundo do meu coração pelo empenho e dedicação de todos vocês durante essa pandemia, arriscando suas vidas por amor ao próximo. Graças a Deus e a vocês, minha mãe sobreviveu a esse vírus, depois de seis dias de internação e muita angústia em nossa família. Sei o quanto vocês devem estar cansados, mas peço a Deus que lhes dê força para continuar essa batalha em minhas orações diárias. Lembrem-se sempre de que o bem que vocês fazem nenhum dinheiro no mundo pode pagar. Vocês salvam vidas”, foram as palavras do garoto.

Mais de 200 cartas como esta, produzidas por crianças e adolescentes do colégio e da Associação Espírita Cáritas, foram distribuídas entre os hospitais da cidade. No Hospital Unimed, como forma de agradecimento a esta atitude tão grandiosa, foi montado o “Corredor do Carinho”, uma exposição de todas as cartas recebidas junto ao agradecimento de toda equipe do hospital.

“Representando os médicos que atuam no Hospital Unimed, deixo meu agradecimento aos alunos, professores e pais, por escreverem essas cartinhas para nós. O momento é difícil, estamos cansados e preocupados, muitas vezes desanimados. Mas receber esse carinho em forma de bilhetes tão expressivos, que nos tocaram tanto o coração, nos dá ânimo e força para continuar nossa missão. Tenham certeza que vocês fizeram a diferença na nossa vida”, disse a diretora clínica do Hospital Unimed, Lilia Jane Marques de Sousa Vianna.

Quem também se emocionou muito com as cartinhas foi a enfermeira da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, Bruna Karla Dutra. Ela é uma das profissionais de Enfermagem que estão na linha de frente desde o início da pandemia.

“Não contive as lágrimas ao ler cada uma das cartas que recebemos. São atitudes como esta que renovam nossas força para continuar em frente, especialmente porque vieram de crianças, que com toda sua inocência, simplicidade e gratidão, souberam demonstrar tanto carinho não só para nós que atuamos no Hospital Unimed, mas para todos os profissionais de saúde. Decidimos compartilhar essas cartas por meio desta exposição, de forma que todas as pessoas que passarem pelo corredor do hospital saibam que nosso sentimento por ter recebido esse presente também é de gratidão”, declarou a enfermeira.

Aconchego em palavras

De acordo com a coordenadora pedagógica dos anos iniciais e Educação Infantil do Colégio Del Rey, Cristiane Medeiros Teixeira Bernardes, a ideia de fazer as cartinhas surgiu em parceria com os pais dos alunos.

“Vendo como os profissionais de saúde estão vivenciando esse desafio de lidar todos os dias com a ausência e a presença, a alegria de uma alta e a tristeza de um óbito, pensamos que, mesmo à distância, podíamos levar um pouco de aconchego e carinho e o nosso agradecimento e reconhecimento por tudo que os profissionais da saúde têm feito”.

A professora Sílvia Maria Rodrigues, responsável pela Associação Espírita Caritas disse que a iniciativa da produção das cartas surgiu durante o trabalho de evangelização feito pela entidade que, neste período, está acontecendo de forma remota.

“O propósito maior é reconhecer a importância e estimular os profissionais de saúde a continuarem com este trabalho desenvolvido por eles, enviando forças e ânimo. Exatamente nesse momento desafiador com a pandemia percebemos o quanto precisamos de cuidar mais e melhor dos nossos pensamentos, sentimentos e ações; e levarmos amor, reconhecimento e estímulo aos profissionais da linha de frente e a todos os doentes que se encontram fragilizados”.

Gratidão

Mãe de Isaac, a advogada Carolina Castro Zolini esteve internada com covid-19 no Hospital Unimed, em dezembro do ano passado. Ela conta que a doença a fez repensar a vida e valorizar os sentimentos.

“Eu e meu marido tivemos a doença e foi muito assustador para todos nós. A covid te faz parar e rever sua vida e eu pude perceber a importância da família, do carinho e do afeto das pessoas que eu amo. Só tenho a agradecer todo o empenho, dedicação e carinho dos profissionais de saúde, que superam seus medos e arriscam suas vidas para cuidar de nós, dando o seu melhor pelos pacientes”.