Destaques Saúde

Com 21 casos de covid e 3 mortes, Alpinópolis fecha comércio por 10 dias

22 de julho de 2020

Foto: Divulgação (Site EBC)

ALPINÓPOLIS – Um novo decreto, publicado no início da tarde desta terça-feira, 21, impõe novas medidas de contenção ao novo coronavírus em Alpinópolis. Após a confirmação do 21º caso na cidade, entre os quais estão três mortos, a Prefeitura Municipal decidiu endurecer as regras de isolamento por dez dias. Além do inquérito epidemiológico iniciado esta semana – com testagens aleatórias realizadas em diversos bairros-, os profissionais de saúde do município também passaram a ser testados.

O que você também vai ler neste artigo:

  • Bom Jesus

Somente nos últimos dias, sete novos casos foram confirmados, dos quais quatro são profissionais que atuam na área da saúde em Alpinópolis. Assim, a partir desta quarta-feira, 22, entra em vigor o Decreto 4055/2020, determinando que apenas atividades consideradas essenciais poderão funcionar na cidade. Estabelecimentos como lojas (de roupas, móveis, eletrodomésticos e eletrônicos), escritórios e similares, bares, lanchonetes e restaurantes, salões de beleza e clínicas de estética, academias e clubes, ficam impedidos de funcionar de portas abertas, podendo atuar apenas no sistema de delivery, quando for possível. Os cultos de qualquer natureza também estão proibidos.

Segue permitido o funcionamento, entre 8h e 20h, de segunda a sábado, dos supermercados, açougues, peixarias, hortifrutis, padarias, pet shops, casas agrícolas, serviços de entrega de gás e água, oficinas mecânicas, agências bancárias, provedores de internet, serviços de construção civil e marmorarias. Os postos de gasolina terão horário estendido até as 22h.

Segundo a Prefeitura Municipal, a decisão foi tomada após a realização de inúmeros estudos, reuniões e conversas com a Superintendência Regional de Saúde do Estado de Minas Gerais, assim como a verificação do rápido crescimento do índice de infectados pelo coronavírus em Alpinópolis.

Os motivos que levaram à tomada dessa decisão foram, primeiro, pensando na vida do cidadão alpinopolense e na responsabilidade que temos sobre isso. O rápido aumento de infectados, sendo que está ocorrendo no município transmissão comunitária e essa ‘parada’ por 10 dias irá auxiliar na contenção da doença, fazendo com que a rede de saúde possa identificar realmente onde o vírus está, situação que ainda não foi possível identificar atualmente. Os leitos de UTI a cada dia estão mais lotados e o número de casos na região está só aumentando. Os profissionais de saúde do município estão começando a ser infectados e é necessário ter uma linha de frente forte e saudável. Com o fechamento por esse período, a circulação do vírus será reduzida”.

A administração municipal reconhece os prejuízos econômicos causados por um fechamento de dez dias, porém alega que a medida é necessária.

Sabemos que mais uma vez o comércio de nossa cidade será lesado, mas pedimos a compreensão e colaboração dos comerciantes, que são peças fundamentais para o desenvolvimento de Alpinópolis. Nossa vontade é que estivesse tudo bem, caminhamos há anos para um desenvolvimento pleno em constante crescimento, porém essa pandemia assola o mundo inteiro, e precisamos, nesse momento, ter decisões fortes para conter a transmissão”.

Serão dez dias com novas regras e esse período, segundo a prefeitura, será dedicado a análises e estudos visando definir qual das normativas a cidade vai optar em seguir. Isso porque, de acordo com determinação do Ministério Público, a administração deverá escolher entre a ‘Deliberação do Comitê Extraordinário número 17’ ou o ‘Programa Minas Consciente’. Caso o prefeito José Gabriel dos Santos Filho, o Zé da Loja, não opte por nenhuma delas, poderá responder a processo judicial.

Bom Jesus

A Secretaria Municipal de Saúde de Bom Jesus da Penha registrou nesta terça-feira, 21, o primeiro caso positivo de covid-19 no município. Segundo a secretaria, o diagnóstico foi feito por meio de uma parceria que o município fez com uma empresa de testagens. Nesta parceria, são sorteados endereços e a Vigilância em Saúde se desloca para realizar os testes. A primeira pessoa infectada pelo novo coronavírus está em isolamento, juntamente com os familiares.