Destaques Saúde

Cássia registra dois novos casos de covid-19

25 de junho de 2020

Foto: Reprodução (Site EBC)

Cássia – Cássia registrou, nesta quarta-feira, dois novos casos de infecção por coronavírus. Segundo boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura, a cidade possui cinco confirmações, mas três registros são de noficações ocorridas em meses anteriores e cujos pacientes não haviam passado por testes.

Os novos casos, de acordo com informações da prefeitura, são de pessoas que moram na mesma casa e um paciente apresenta sintomas leves, está em isolamento domiciliar e sendo monitorado, diariamente, por equipe de saúde. O outro morador não apresenta sintomas, é considerado recuperado mas também está em isolamento.

As duas pacientes que testaram positivo nesta semana são do sexo feminino e não pertecem a grupos de risco. Segundo a prefeitura, elas estiveram, recentemente, no estado de São Paulo, mas como a transmissão já está em fase comunitária, não é possível confirmar a origem da infecção.
Com a chegada dos testes rápidos, a busca ativa do município está solicitando todos as pessoas que foram notificadas anteriormente para realização de testes.

As três primeiras confirmações de covid no município também são em mulheres que apresentaram sintomas gripais, mas já se recuperaram.

De acordo com o médico da Central Covid-19, Filipe Faleiros, outras pessoas serão testadas. Além daquelas que já tiveram as suspeitas notificadas anteriormente, outras estão no período sintomático e em espera de oito dias necessários para a realização dos testes rápidos. O prefeito de Cássia, Marco Leandro Almeida Arantes, o Kito Arantes, se pronunciou através da rede social da administração municipal.

De acordo com ele, a vigilância sanitária já adotou o procedimento padrão de rastreamento dos casos para que seja feita uma blindagem àqueles que tiveram contato com os indivíduos que testaram positivo.

O fundamental é manter a saúde emocional e não se desesperar para que não venha a prejudicar. Com isso, é necessário trabalhar em cima do que a gente sabe que é eficaz, ou seja, apoio da população para manter a distância social sempre que possível, utilização de máscaras e higienização das mãos com sabão e álcool em gel”, disse Arantes.