Destaques Saúde

Cássia avança para Onda Verde do Minas Consciente

6 de novembro de 2020

Foto: Divulgação

CÁSSIA – Na última quarta-feira, 4, Cássia aderiu à Onda Verde do programa Minas Consciente, desenvolvido pelo governo de Minas para a retomada gradual das atividades econômicas no estado. A autorização foi concedida a todos os municípios da macrorregião Sul no dia 21 de outubro. Apesar disso, as autoridades de saúde local ainda optaram por permanecer na Onda Amarela durante um período para monitorar o surgimento de novos casos positivos.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Sanitária no município, Laíza Marques Melo, a decisão de avançar foi tomada após uma série de análises, pois o principal objetivo dos profissionais é garantir a segurança de toda a população.

Continuaremos monitorando todos os casos suspeitos, assim como seguiremos com os serviços de fiscalização e a determinação para a obrigatoriedade do uso de máscara nas vias públicas. Para o comércio, existem inúmeras vantagens, porque agora os serviços podem voltar a funcionar normalmente, seguindo os protocolos de segurança”, disse.

A Onda Verde é a última etapa do programa Minas Consciente, uma vez que ficam liberados os serviços não essenciais e que apresentam alto risco de contágio do novo coronavírus. É permitido o funcionamento de academias, cinemas, clubes, bibliotecas, parques, feiras, casas de festas, buffet, bares, serviços de aplicação de piercings e tatuagens, bem como atividades artísticas.

Em todo o Estado, dez das 14 macrorregiões já avançaram para a Onda Verde e, de acordo com as informações do Comitê Extraordinário Covid-19, a incidência da doença teve queda de cerca de 30% nos últimos 14 dias. Para permanecer na última categoria do sistema e não regredir para a Onda Amarela, é necessário que o município apresente um quadro controlado da doença, visto que as determinações para as medidas de segurança devem permanecer em vigor.