Destaques Saúde

Casos de dengue aumentam 50% em um mês na região

Por Laura Abreu / Redação

8 de abril de 2021

Na região não há óbitos em decorrência da dengue em 2021. / Foto: Divulgação

PASSOS- O número de casos prováveis de dengue passou de 180 para 270 em um mês na região, o que representa alta de 50% no período. Piumhi, com 29 registros, lidera o avanço das notificações e é seguido por Passos (22), São Sebastião do Paraíso (13), Capitólio (dez), Cássia (quatro), Alpinópolis (três), Pimenta (dois), e Carmo do Rio Claro, Claraval, Fortaleza de Minas, Itaú de Minas, Jacuí, Monte Santo de Minas e São Roque de Minas, com um caso em cada. Os dados são dos boletins epidemiológicos da Secretaria do Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgados nos dias 2 de março e 6 de abril.

No estado de Minas, já são 14.052 casos prováveis nesta semana, 1.488 a mais que o boletim anterior, do dia 30 de março, e 6.262 a mais que o boletim do dia 2 de março. Os casos prováveis são os registros notificados, exceto os descartados, e compreendem os casos positivos e as suspeitas. Os dados comparativos são do boletim epidemiológico da Secretaria do Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) do dia 2 de março e desta terça-feira, 6.

Na região, na comparação entre a semana epidemiológica anterior, de 30 de março, com a desta terça-feira, 6, houve um aumento de 28 casos, passando de 242 para 270, o que representa alta de 11,57%. Na análise por município, Piumhi teve nove casos a mais e é seguido por São Sebastião do Paraíso (sete), Passos (seis), Capitólio (dois) e Alpinópolis, Carmo do Rio Claro, Itaú de Minas, e Pimenta, que registraram um caso a mais cada.

Piumhi, com 83 registros, se mantém como a cidade com mais casos prováveis de dengue na região, seguida por Passos e Paraíso, que apresentam 63 e 52 ocorrências, respectivamente. Em Paraíso, há um caso provável de chikungunya, sendo o único município da região. Na região não há óbitos em decorrência da dengue em 2021. Pelos indicadores de monitoramento da SES, a macrorregião de Passos está com baixo risco para epidemia de dengue.