Destaques Saúde

Casos de covid-19 avançaram 5,18% na última semana

20 de novembro de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS – O número de pacientes que testaram positivo para o novo coronavírus aumentou 5,18% na última semana, nos municípios do Sudoeste mineiro. De acordo com as informações divulgadas pelo boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), de 12 a 19 de novembro, a quantidade de casos passou de 5.134 para 5.400. Ao todo, 107 pessoas estão em monitoramento – desde o início da pandemia, foram confirmados 146 óbitos.

Conforme o levantamento, o maior percentual de aumento foi registrado em Fortaleza de Minas, que alcançou a marca dos 45% e foi a única cidade que ultrapassou os 10%. Em seguida, aparecem Ibiraci (8,18%), Pimenta (8%) e Monte Santo de Minas (7,54%). Durante o período, apenas uma pessoa foi diagnosticada com covid-19 em Bom Jesus da Penha, Capetinga, Claraval, Delfinópolis, Doresópolis e Vargem Bonita. Em São José da Barra e São Roque de Minas, não foi registrado nenhum novo caso.

Em relação ao número de leitos hospitalares habilitados para o tratamento da doença, apenas quatro municípios da região contam com vagas em enfermarias: o Instituto São Vicente de Paulo, em Cássia, e as Santas Casas de Misericórdia de Passos, Piumhi e São Sebastião do Paraíso. Para internações nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), há 52 vagas habilitadas na região, divididas entre Passos e São Sebastião do Paraíso. Desse total, 9,61% está ocupado.

Diante da atualização do número de casos ativos e das análises do plano Minas Consciente, referentes à macrorregião Sul, a prefeitura de Passos divulgou um novo decreto que autoriza a permanência simultânea de 40% da capacidade em salas de velórios, com base na documentação emitida pelo Corpo de Bombeiros. Encontros de ressocialização também foram autorizados em escolas de ensino médio e fundamental com limite de 30 pessoas. Além disso, as instituições de ensino superior podem retomar as aulas presenciais. Em todo o estado, já são 390.337 casos de pessoas que testaram positivo para a covid-19, das quais 20.910 passam pelo processo de monitoramento, 359.779 já se recuperaram e, ainda, 9.648 faleceram em decorrência da doença.

LEIA TAMBÉM: Crise da Casmil repercute negativamente entre dirigentes