Destaques Saúde

Alunas de Enfermagem da Uemg desenvolvem projeto contra coronavírus

5 de setembro de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS – Alunas do curso de Enfermagem da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) desenvolveram um projeto de pesquisa com o objetivo de orientar possíveis ações de combate e enfrentamento ao novo coronavírus. Intitulado “Avaliação do Conhecimento, Atitudes e Práticas Sobre a Covid-19 em Município do Interior de Minas Gerais”, o estudo foi feito com base em dados fornecidos por moradores da região.

À frente do projeto, Larissa Amanda da Silva Lima e Vitória Mirely Santos de Araújo, estudantes da unidade de Passos da Uemg, contam com a orientação da professora e pós-doutora Glilciane Morceli. Como ferramenta para adquirir as informações, o grupo utiliza uma plataforma com formulários virtuais, que podem ser respondidos por qualquer pessoa interessada. O material recebeu a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa e segue os protocolos estabelecidos pelo Certificado de Apresentação e Apreciação Ética (Caae).

Conforme explica a professora responsável pelo estudo, é necessário analisar a eficácia das ações de combate à infecção pelo novo coronavírus, para, então, identificar as principais necessidades da população.

“O projeto é muito importante para todo o meio social, considerando que é capaz de contribuir com ações educativas por meio da criação e implantação de cartazes, palestras, lives e muitos outros tipos de divulgação. Deste modo, a comunidade nos auxilia para a promoção de práticas contra o vírus”, explicou Glilciane.

A orientadora também destaca que se sente honrada por poder viver a experiência de contribuir com a saúde dos passenses.

É muito gratificante ter esta incrível oportunidade de desenvolver a atividade de pesquisa, além das tantas outras ações que podemos criar para as pessoas que residem em nosso município. São temas para orientações, conhecimentos, divulgação de materiais explicativos e educativos para que a união do meio acadêmico com a sociedade consiga alcançar melhores resultados para estratégias que podem controlar a pandemia”, completou.