Destaques Polícia

Relatório aponta queda nos roubos em Alpinópolis

7 de agosto de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

ALPINÓPOLIS – Um levantamento realizado pelo 3º Pelotão da Polícia Militar mostra uma forte queda no número de roubos nos últimos anos em Alpinópolis. A mensuração foi feita considerando o período compreendido entre os meses de janeiro e julho, começando pelo ano de 2015. Os dados são referentes a estatísticas oficiais e colhidos do próprio sistema informatizado da PM em Minas Gerais.

O roubo, diferente do furto — delito em que não há episódio que ameace ou configure violência à vítima—, consiste na ocorrência de ameaça ou violência contra quem está sendo roubado e é, portanto, classificado como crime violento.

Nos primeiros sete meses do ano de 2015 foram relacionadas 46 ocorrências de roubo na cidade. Preocupado com o quantitativo elevado, o comando do pelotão adotou medidas -tanto preventivas quanto repressivas – com a finalidade frear esse tipo de ação criminosa.

A partir de 2016 os números começaram a diminuir e os roubos, no referido intervalo, caíram para menos da metade, chegando a 22 ocorrências. No ano seguinte, em 2017, os registros apontaram nova queda, chegando a 18. Em 2018 o número caiu para 12 neste mesmo período e, em 2019, foram apenas 8. Em 2020 a quantidade diminuiu ainda mais e foram registrados apenas 6 roubos em Alpinópolis.

Segundo o tenente Luís Gustavo Santos Silva, comandante do 3º Pelotão, essa queda dos números é fruto de uma estratégia eficiente que vem sendo aplicada pela Polícia Militar em Alpinópolis nos últimos anos. Além disso, os resultados obtidos na busca por assaltantes e o alto índice de resposta rápida da PM, acabam coibindo a criminalidade. Segundo o comandante, em boa parte dos casos, os autores rapidamente são presos.

Além das práticas militares terem sido intensificadas, a participação da população também é fundamental para essa queda nos roubos na cidade. Outro ponto importante a ser destacado é a questão da confiança que os moradores vêm depositando nos policiais. Essa aproximação da corporação com o povo, principalmente as crianças, tem gerado excelentes frutos. Os resultados, transformados em estatística, estão aí para mostrar a diminuição expressiva desses crimes em Alpinópolis”, afirmou o tenente Gustavo.

Devido aos bons resultados apresentados, no segundo semestre 2019, o 3º Pelotão recebeu uma premiação, no âmbito do 12º Batalhão de Polícia Militar – que abrange 16 municípios da região -, por ser a fração PM com maior taxa de reação imediata, índice que mensura a rapidez com que são efetuadas as prisões de autores de crimes violentos.

Essa resposta rápida aos crimes violentos aumenta a sensação de segurança, restabelece a ordem pública, já que na maioria das vezes em que há prisão é possível restituir os bens subtraídos, e também contribui para inibir novas ações criminosas. Os bons números apresentados até este momento de 2020 são, em grande parte, reflexo desse tipo de reação rápida”, acrescentou o comandante.