Destaques Polícia

Receita Federal retoma investigações sobre esquema de sonegação no ramo cafeeiro

8 de novembro de 2021

Foto: Reprodução.

A Receita Federal retomou as investigações da Operação Expresso, que investiga o esquema bilionário de sonegação no ramo de café que culminou com 70 pessoas denunciadas pelo Ministério Público do Paraná. Dentre os denunciados, 20 são de Minas Gerais e 6 atuavam no Sul de Minas, nas cidades de Lavras, Itamogi, São Sebastião do Paraíso, Jacutinga e Ouro Fino. A Operação já realizou dezenas de procedimentos fiscais para apuração e recuperação aos cofres públicos os valores sonegados.

A Operação Expresso resulta de uma força-tarefa entre Receita Federal, Polícia Civil do Paraná e as Receitas Estaduais do Paraná, Minas Gerais e São Paulo. Sua primeira fase foi deflagrada em 16 de março, com 35 mandados de prisão temporária, 124 de busca e apreensão e 61 de sequestro de bens.

Em 12 de agosto foi deflagrada a segunda fase da operação, com 10 mandados de busca e apreensão, sendo a maior operação de combate a fraudes tributárias do setor de café já realizada e até o momento, apurou que os envolvidos devem mais de R$ 1 bilhão em impostos estaduais e federais. Os denunciados são donos de torrefações, corretores, atacadistas e funcionários de empresas participantes do esquema.