Destaques Polícia

Quatro cidades da região registram 931 notificações em ações contra a covid-19

Gabriella Alux/ Especial

8 de junho de 2021

No geral, bares e festas particulares seguem como os maiores problemas dos municípios :/ Divulgação

PASSOS – As cidades de Passos, Capitólio, Carmo do Rio Claro e São Sebastião do Paraíso somaram, aproximadamente, 931 autuações, intervenções, multas e interdições no geral, de acordo com as medidas de cada município.

Em Passos, o coordenador da Brigada de Enfrentamento à Covid, o diretor de saúde coletiva Thiago Salum, relatou que, atualmente, cerca de 100 denúncias são feitas por dia e, aos finais de semana, esse número chega a 200. Apesar disso, segundo ele, o município permanece com 17 autuações desde a última semana.

Na cidade de Capitólio, de acordo com a coordenadora voluntária do Centro de Monitoramento, Fiscalização e Sanitização (CMAPAC), a primeira-dama Andressa Ávila, a fiscalização funcionou de forma ordenada e estratégica em terra e água, das 7h às 02h30 mais ou menos, em todos os dias. Segundo ela, a média de denúncias por dia é de apenas oito a dez porque foi montada uma estratégia de mapeamento da cidade para conseguir identificar as irregularidades antes de serem denunciadas. Apenas neste feriado, foram feitas 212 notificações.

“Os casos que tivemos mais problemas, foram embarcações particulares de esporte e recreio e casas de aluguel com festas clandestinas, onde foram feitas notificações passiveis de multa e intervenção da polícia militar nas festas. Em especial, teve a live da dupla João Bosco e Vinícius com participação de 300 pessoas, que foi preciso o apoio da polícia militar para registrar o Boletim de Ocorrência (BO) e deu suporte aos fiscais para notificar a live em todos os artigos que descumpriram do decreto 167. Nessa live, a polícia, que ficou 1h30 na operação, não retirou as pessoas porque precisaria de um mandado e a maioria delas acabou se escondendo dentro da casa e nas marinas”, declarou Andressa.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Carmo do Rio Claro, do dia 1º a 6 de junho, foi adotada a utilização de barreiras sanitárias e a implantação da lei seca. Dentre as principais abordagens feitas, são duas notificações em estabelecimentos por venda ilegal de bebidas alcoólicas, 62 visitas a estabelecimentos comerciais para orientação e divulgação de medidas sanitárias adotadas, 262 abordagens a veículos com placas de outros municípios e 58 abordagens de atendimentos a denúncias realizadas pelo disque denúncia de festas e aglomerações.

De acordo com o fiscal anticovid de Cássia, Adalvo Antônio da Silva Junior, a cidade, que trabalha com fiscalizações e intervenções com equipes revezadas todos os dias, recebe 30 denúncias em média por dia, dependendo do decreto.

“Nós não trabalhamos com multa, apesar de estarmos estudando com o prefeito e a câmara essa possibilidade. Fazemos um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e fechamos o estabelecimento por 15 dias. O maior problema atual do município é a quantidade de bares abertos, mas também já fechamos restaurantes, além de intervir em situações como festas e ranchos, sendo, ao todo, 20 estabelecimentos”, relatou Junior.

A assessoria de comunicação de Paraíso declarou que, em relação a bares abertos após às 21h, festas e aglomerações, foram feitas algumas dezenas de autuações.

“No entanto, se contar esse tipo de autuação mais a quantidade de pessoas que estava com covid ou suspeita de covid e desrespeitou o isolamento, foram mais de 300”, contou.